STR / AFP
STR / AFP

Cannavaro volta ao Guangzhou Evergrande e substitui Felipão no comando

Italiano volta ao campeão chinês após dois anos; em 2015, ex-zagueiro foi demitido

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 09h26

O Guangzhou Evergrande anunciou nesta quinta-feira um velho conhecido como substituto de Luiz Felipe Scolari. O ex-zagueiro italiano Fabio Cannavaro será o novo técnico da equipe e terá sua segunda passagem por lá, assumindo a vaga do brasileiro que deixou o clube ao término desta última temporada.

+ Campeão chinês, Felipão se despede do Guangzhou Evergrande com festa

+ Felipão faz discurso emocionado e se despede da torcida do Guangzhou Evergrande

Cannavaro volta ao Guangzhou após pouco mais de dois anos, já que foi demitido pelo clube em junho de 2015 após somente sete meses de trabalho. "Nós levamos em consideração as necessidades de desenvolvimento estratégico da equipe", comunicou a diretoria em nota nesta quinta, justificando a contratação.

Na ocasião, em 2015, Cannavaro foi substituído justamente por Felipão. E em pouco mais de dois anos no clube, o técnico pentacampeão mundial com a seleção brasileira conquistou três edições do Campeonato Chinês, duas da Supercopa da China, uma da Copa da China e uma da Liga dos Campeões da Ásia.

Agora, porém, os treinadores fazem caminho inverso e o Guangzhou aposta na maior rodagem de Cannavaro. Se na primeira passagem o italiano ganhava apenas sua primeira chance como técnico, neste momento volta com mais experiência.

Desde 2015, Cannavaro comandou o Al-Nassr, da Arábia Saudita, e voltou à China para substituir outro brasileiro, Vanderlei Luxemburgo, no comando do Tianjin Quanjian, em seu trabalho de maior sucesso. O italiano guiou a equipe ao título da segunda divisão chinesa na temporada passada e ao terceiro lugar na elite este ano, garantindo a classificação à Liga dos Campeões da Ásia pela primeira vez na história do clube.

Mais conteúdo sobre:
futebol Luiz Felipe Scolari Cannavaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.