Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Carille festeja taça no Corinthians: 'Não esperava conquistar o título paulista'

Técnico admite surpresa com encaixe rápido do trabalho

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

07 Maio 2017 | 19h58

O técnico Fabio Carille admite que não esperava que seu trabalho começasse a dar resultados tão rapidamente no Corinthians, já com a conquista do título paulista, assegurada neste domingo. Em apenas cinco meses, ele passou de auxiliar técnico a treinador campeão estadual após o empate por 1 a 1 com a Ponte Preta neste domingo, no Itaquerão.

"O futebol precisa de tempo, é um esporte, não é individual. É engrenagem. O que está acontecendo aqui não é normal. Eu não esperava ser campeão. A parte defensiva sobressaiu demais. Mas a montagem do time demora dois ou três anos. O time campeão mundial com o Corinthians, por exemplo, foi formado em 2010 para conquistar o título em 2012. Mas o entendimento deu certo", afirmou o treinador em entrevista coletiva na noite deste domingo, na arena do Corinthians. "Eu sabia que precisava de resultados logo".

Um dos diferenciais da equipe foi a força defensiva, a melhor do torneio. Além das boas atuações dos zagueiros Pablo e Balbuena, o esquema tático exige que os meias (Romero, Jadson e Maycon) acompanhem os laterais adversários, por exemplo.

Carille afirma que a solidez defensiva faz parte da história recente do clube. Nas últimas dez edições do Campeonato Paulista, o Corinthians teve a melhor defesa em oito delas. "É uma marca do Corinthians. É um perfil, procurei voltar isso, é um orgulho", disse o treinador.

Carille destacou que o grupo teve de superar as críticas para chegar ao título. "Esse título vai ser lembrado por um grupo desacreditado que se fechou e se uniu, com determinação, concentração e maturidade", disse o técnico campeão paulista.

Mais conteúdo sobre:
futebol Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.