Carlos César pede mais luta no Fla

O técnico do Flamengo, Carlos César, comandou hoje o seu primeiro coletivo depois que substituiu João Carlos. Ele destacou que todos os jogadores devem ajudar na marcação. "Não adianta apenas cinco ou seis se dedicarem. Não se ganha só com técnica, é preciso sacrifício, espírito de luta", afirmou o treinador. Carlos César deixou claro sua concepção de um futebol moderno. "O jogador não se pode dar o luxo de fazer apenas uma coisa. Ele tem que exercer diferentes funções", afirmou o treinador. "Não espero uma equipe brilhante. Peço apenas luta do início ao fim. Quero um time que honre as tradições do Flamengo."

Agencia Estado,

29 Março 2002 | 19h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.