1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Copa 2014

CBF apresenta defesa do assessor de imprensa Rodrigo Paiva à Fifa

Funcionário da CBF foi expulso após o jogo entre Brasil e Chile por ter agredido Mauricio Pinilla. Paiva diz que apenas se defendeu

A CBF apresentou no final da tarde desta terça-feira a defesa do assessor de imprensa Rodrigo Paiva e de sua delegação à Fifa. A entidade abriu uma investigação sobre briga entre brasileiros e chilenos no final do primeiro tempo da partida das oitavas de final. Paiva foi expulso naquele momento por ter supostamente dado um soco em um jogador chileno e foi suspenso por uma partida. 

Na quarta-feira, a Fifa vai avaliar o caso e tomar uma decisão se Paiva ficará de fora do restante da Copa. Mas a entidade confirmou que está avaliando todo o incidente e pode ampliar as punições, inclusive para jogadores. "Estamos avaliando todo o caso", confirmou Delia Fischer, porta-voz da Fifa.  

O Estado apurou que a Fifa avalia se Fred estaria envolvido no caso, já que parte da acusação é de que a confusão começou ainda no campo entre o atacante brasileiro e jogadores chilenos. Outros membros da comissão técnica também estão sendo avaliados e podem acabar sancionados. 

Rodrigo Paiva ficou 12 anos como diretor de comunicação da CBF

Rodrigo Paiva ficou 12 anos como diretor de comunicação da CBF

No momento da briga, Paiva minimizou o caso e não contou a ninguém que tinha sido expulso. "Foi uma confusão generalizada, não foi algo só comigo", disse Paiva. "Só que o (Mauricio) Pinilla veio para cima de mim e eu apenas me defendi. Reagi empurrando ele", explicou. 

Copa 2014