Sirli Freitas/Chapecoense
Sirli Freitas/Chapecoense

Chapecoense enfrenta o Palmeiras e busca a primeira vitória no Brasileirão

Equipe empatou na estreia do Brasileirão, contra o Corinthians em Itaquera

Estadao Conteudo

20 Maio 2017 | 07h46

A Chapecoense reeditará neste sábado, às 19 horas, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o inesquecível Jogo da Amizade. No início da temporada, o clube recebeu o Palmeiras na Arena Condá, em Chapecó (SC), em um amistoso de pré-temporada recheado de homenagens aos jogadores que perderam a vida no acidente aéreo em novembro do ano passado. Só que 119 dias depois, a situação é complemente diferente. Enquanto briga judicialmente para se manter vivo na Copa Libertadores, o time catarinense terá pela frente um adversário que vem embalado pela goleada por 4 a 0 em cima do Vasco na estreia.

O técnico Vagner Mancini teve pouco tempo para trabalhar com o grupo, mas já deu algumas pistas sobre o time titular. Do que venceu o Lanús por 2 a 1 na última quarta-feira, pela Libertadores, apenas o zagueiro Douglas Grolli e o volante Moisés Ribeiro têm suas vagas ameaçadas. O zagueiro Victor Ramos deve começar ao lado de Luiz Otávio e o volante Andrei Girotto reassumirá a sua função no meio de campo.

A intenção do treinador é seguir a mesma base que empatou com o Corinthians por 1 a 1 no último final de semana, em São Paulo. Por outro lado, ainda é preciso analisar o desgaste físico dos jogadores. "Tenho sempre ouvido o pessoal do controle físico porque há um desgaste natural por tantos jogos. Mas sempre que puder, vou manter a mesma base do time, que evoluiu muito, principalmente nestes jogos pegados da Libertadores", comentou Vagner Mancini. Ele lembrou que embora o Brasileirão seja uma competição longa "nós sabemos que é necessário pontuar sempre".

O departamento jurídico acompanha o caso do zagueiro Luiz Otávio, que poderia ter sido escalado no último jogo da Libertadores de forma ilegal. O clube defende que a situação do atleta era normal. O caso está sendo averiguado pela Conmebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.