1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Liga dos Campeões

Chelsea marca no fim, elimina PSG e avança à semifinal da Liga dos Campeões

AE - Agência Estado

08 Abril 2014 | 17h 48

Clube joga em casa para reverter desvantagem, marca duas vezes e arranca vaga do rival no fim

LONDRES - Com um gol aos 41 minutos do segundo tempo, o Chelsea buscou uma suada classificação às semifinais da Liga dos Campeões nesta terça-feira. Jogando em casa, no Stamford Bridge, o time do técnico José Mourinho venceu o Paris Saint-Germain por 2 a 0, reverteu a desvantagem no placar agregado e garantiu sua vaga na próxima fase da competição europeia.

O gol salvador saiu dos pés de Demba Ba, dentro da pequena área, aproveitando sobra depois de finalização desviada em direção ao gol. O lance levantou o Stamford Bridge e fez vibrar o treinador, que tenta voltar a brilhar no prestigiado torneio. Schuerrle abrira o placar ainda no primeiro tempo.

Com o resultado, o Chelsea reverteu a derrota por 3 a 1 sofrida no jogo de ida, em Paris. O placar total de 3 a 3 foi desempatado pelo gol fora marcado pelos ingleses, na semana passada. Agora o Chelsea aguarda o sorteio para conhecer seu adversário na semifinal.

Sem poder contar com Ramires, suspenso, Mourinho voltou a escalar David Luiz como volante nesta terça. E contou com Eto''o, que era dúvida para a partida, desde o apito inicial. Oscar e Willian também foram titulares.

Mas o treinador não ficou satisfeito com os primeiros minutos de sua equipe em campo e resolveu promover a primeira mudança logo aos 17 minutos. Trocou Hazard por Schuerrle. E colheu os frutos aos 31 minutos. Após cobrança de escanteio, Daviz Luiz escorou de cabeça e o mesmo Schuerrle, da marca do pênalti, finalizou para as redes.

O gol aumentou a pressão sobre o PSG, que tinha pouca força ofensiva. Sem Ibrahimovic, o técnico Laurent Blanc escalou o trio ofensivo formado por Lucas, Cavani e Lavezzi. Mas o ataque pouco produziu antes do intervalo. Antes do fim do primeiro tempo, contudo, o treinador levou um susto.

Thiago Silva sofreu pancada no tornozelo direito e quase deixou o gramado de maca. Mesmo mancando, o capitão da seleção brasileira voltou ao jogo e não demonstrou mais dores ao longo do jogo.

Na etapa final, o Chelsea manteve o embalo e impôs pressão desde o início. Foram duas bolas no travessão em apenas três minutos. Primeiro com Schuerrle, depois com Oscar, em cobrança de falta. Cada vez mais presente na área, o time inglês manteve a pressão até alcançar o gol heroico de Demba Ba, aos 41 minutos, selando a classificação.

Liga dos Campeões

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo