Estadão
Estadão

Chevrolet deixa de patrocinar seleção e Campeonato Brasileiro

Previsão inicial era de que o acordo durasse cinco anos

O Estado de S.Paulo

16 Maio 2017 | 19h38

A CBF perdeu um de seus principais patrocinadores. A Chevrolet, que patrocinava a seleção e também dava nome ao Campeonato Brasileiro, encerrou o acordo com a entidade após três anos de parceria. A previsão inicial era de que o contrato, assinado em 2014, tivesse duração de cinco anos.

A empresa e a confederação divulgaram nota conjunta. Segundo a Chevrolet, o fim do patrocínio se deveu "à necessidade da Chevrolet de readequar seus investimentos de marketing diante do cenário desafiador que vive a indústria automotiva no País".

O acordo era um dos mais importantes da CBF. Os amistosos da seleção com Argentina e Austrália, no próximo mês, são anunciados como parte do Chevrolet Brasil Global Tour. A convocação para este confrontos acontece na próxima sexta-feira.

Com o fim do acordo, a CBF conta agora com nove patrocinadores. Os contratos de patrocínio representam a maior fonte de renda da entidade. Só ano passado, os cofres da confederação receberam R$ 411 milhões com esses acordos. O faturamento total atingiu R$ 647 milhões.

Leia a nota oficial

A Chevrolet e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) comunicam o encerramento do contrato de patrocínio da Seleção Brasileira e do Campeonato Brasileiro de Futebol. Esta parceria de sucesso começou em 2014. A Chevrolet acreditou na Seleção e no trabalho realizado pela CBF de reconstrução da credibilidade do futebol nacional. OS resultados foram muito positivos, culminando com a classificação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia. Missão cumprida, este ciclo se encerra com a necessidade da Chevrolet de readequar seus investimentos de marketing diante do cenário desafiador que vive a indústria automotiva no país.

 

Mais conteúdo sobre:
Futebol futebol CBF Chevrolet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.