Leonardo Benassatto/Reuters
Leonardo Benassatto/Reuters

Chile treina em São Paulo e enfrenta drama para substituir Vidal

Equipe adversária da seleção brasileira não terá um dos seus principais jogadores e deve apostar em convocado de última hora

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

08 Outubro 2017 | 17h30

A seleção do Chile fez neste domingo o primeiro treino em São Paulo para se preparar para a partida de terça-feira, no Allianz Parque, contra o Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O trabalho no CT do São Paulo foi aberto para a imprensa durante 15 minutos, período em que ficou clara a preocupação da equipe com o possível substituto de um dos principais jogadores. Possível substituto do volante Arturo Vidal, Charles Aránguiz foi poupado.

+ Brasil não teme perder jogadores para estreia na Copa

O técnico Juan Antonio Pizzi e o elenco desembarcaram na noite de sábado em São Paulo preocupado em como substituir Vidal. O jogador está suspenso pelo segundo cartão amarelo e não tem uma reposição pronta. Aránguiz, ex-Inter, se recupera de lesão na panturrilha e durante o período em que o treino foi aberto, apenas caminhou ao lado do preparador físico, em campo separado, enquanto os colegas faziam trabalho de aquecimento.

A ausência de Vidal, um dos grandes nomes da equipe, aumenta a preocupação chilena para a partida. A equipe precisa o feito inédito de vencer o Brasil fora de casa para se classificar à Copa do Mundo sem depender de outros resultados. Caso contrário, terá de torcer contra concorrentes diretos. Os atuais campeões da Copa América terão um programação bastante discreta em São Paulo, com treinos fechados a apenas uma entrevista, a do treinador, marcada para segunda-feira.

O favorito para substituir Vidal é Esteban Pavez, jogador do Atlético-PR convocado às pressas para a vaga do companheiro, suspenso. A estrela da seleção chilena corre o risco de não defender mais o país caso a equipe não se classifique para a Copa. O atleta do Bayern de Munique havia prometido anteriormente se aposentar do Chile depois da Copa do Mundo de 2018, decisão que pode ser antecipada com a eliminação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.