1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Classificação na Libertadores vai forçar São Paulo a 'maratona'

- Atualizado: 10 Fevereiro 2016 | 08h 00

Time pode ter mais dois meses com duas partidas por semana

A classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores é o objetivo para o São Paulo, nesta quarta-feira, contra o Cesar Vallejo, mas o clube terá que lidar com um pesado ônus se conseguir a vaga. Garantir participação no estágio seguinte da competição continental, somado com os compromissos pelo Campeonato Paulista, vai fazer a equipe disputar 25 jogos nos 85 primeiros dias de temporada.

A pesada conta do calendário se baseia em uma possível participação na fase grupos aliada à chegada até o semifinal do Campeonato Paulista, fase em que o time foi eliminado na última temporada. A maratona de compromissos inclui uma média de um jogo a cada três dias, com a contagem inicia em 30 de janeiro, data de estreia no Estadual, contra o Red Bull.

Elenco são-paulino se prepara para possível maratona

Elenco são-paulino se prepara para possível maratona

A possível classificação para a fase de grupos da Libertadores vai incluir como desgaste duas viagens complicadas. Uma delas é para Valera, na Venezuela, cidade do Trujillanos, terceiro adversário do São Paulo. O último compromisso será o complicado jogo com o The Strongest, na altitude de La Paz. A capital boliviana fica a 3,6 mil metros acima do nível do mar.

Caso o panorama se confirme, o São Paulo vai ter jogos em todas as quartas e domingos até o fim de abril, o que vai forçar o técnico Edgardo Bauza a promover um rodízio de jogadores. "A gente sabe que todos no time têm uma sombra, para colocar uma pressão. Se você não se dedicar, perde lugar", disse nesta terça-feira o meia Ganso.

São Paulo em 2016
Werther Santana/Estadão
São Paulo x Palmeiras

Ganso anotou o gol que acabou com o tabu de dez clássicos sem vitória do São Paulo: 1 a o no Palmeiras

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX