Assine o Estadão
assine

Esportes

Futebol

Classificação na Libertadores vai forçar São Paulo a 'maratona'

Time pode ter mais dois meses com duas partidas por semana

0

Ciro Campos,
O Estado de S. Paulo

10 Fevereiro 2016 | 08h00

A classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores é o objetivo para o São Paulo, nesta quarta-feira, contra o Cesar Vallejo, mas o clube terá que lidar com um pesado ônus se conseguir a vaga. Garantir participação no estágio seguinte da competição continental, somado com os compromissos pelo Campeonato Paulista, vai fazer a equipe disputar 25 jogos nos 85 primeiros dias de temporada.

A pesada conta do calendário se baseia em uma possível participação na fase grupos aliada à chegada até o semifinal do Campeonato Paulista, fase em que o time foi eliminado na última temporada. A maratona de compromissos inclui uma média de um jogo a cada três dias, com a contagem inicia em 30 de janeiro, data de estreia no Estadual, contra o Red Bull.

A possível classificação para a fase de grupos da Libertadores vai incluir como desgaste duas viagens complicadas. Uma delas é para Valera, na Venezuela, cidade do Trujillanos, terceiro adversário do São Paulo. O último compromisso será o complicado jogo com o The Strongest, na altitude de La Paz. A capital boliviana fica a 3,6 mil metros acima do nível do mar.

Caso o panorama se confirme, o São Paulo vai ter jogos em todas as quartas e domingos até o fim de abril, o que vai forçar o técnico Edgardo Bauza a promover um rodízio de jogadores. "A gente sabe que todos no time têm uma sombra, para colocar uma pressão. Se você não se dedicar, perde lugar", disse nesta terça-feira o meia Ganso.

Comentários