1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Colombiano celebra ter superado Drogba em lance de gol

AE - Agência Estado

20 Junho 2014 | 09h 05

Habilidoso com a bola no pé, o meia James Rodríguez abriu caminho para a vitória da Colômbia na quinta-feira, por 2 a 1 sobre a Costa do Marfim, com um gol de cabeça após cobrança de escanteio da esquerda. E o jogador sentiu que o feito foi ainda mais valorizado porque seu marcador na jogada era o atacante Didier Drogba, especialista no jogo aéreo.

"Sem chance, era Drogba quem estava me marcando?", questionou o incrédulo Rodríguez, em entrevista ao site da Fifa após a partida disputada em Brasília. "Isso me deixa ainda mais feliz", afirmou o jogador, que revelou também não ser um especialista na jogada.

"Marquei de cabeça algumas vezes antes, mas não muitas, para ser honesto. Talvez umas outras três ou quatro vezes na minha carreira. Mas essa foi mais importante do que qualquer outra", disse o atleta do Monaco, que está classificado para a próxima fase com a sua seleção, uma vez que a Colômbia soma seis pontos após duas rodadas, contra três da Costa do Marfim, dois do Japão e um da Grécia.

Com dois gols marcados no Mundial até aqui, Rodríguez garante que o objetivo principal dele é colaborar com sua seleção, e não se destacar individualmente. "Só quero ajudar. Se for para recuperar a bola, vou tentar o desarme. Quero fazer gols, quero dar assistências e quero ganhar a bola nas disputas. Farei tudo por esse time", afirmou o meia, que ganhou o posto de destaque colombiano na Copa por causa da ausência de Falcão García. O atacante perdeu o torneio por ainda não estar recuperado de uma lesão ligamentar no joelho esquerdo.

O próximo compromisso da Colômbia será contra o Japão, em Cuiabá, na próxima terça-feira, possivelmente com mais uma participação massiva de torcedores colombianos, como nas duas primeiras partidas. "É incrível. Ter esse tipo de apoio nos motiva muito durante os jogos. Estamos jogando no Brasil, mas parece que estamos em casa. Podemos ir longe com fãs como esses", afirmou Rodríguez.

Copa 2014