Com Barrios embalado, Grêmio tenta pontuar no deserto chileno para garantir vaga

Sem contar com Miller Bolaños, brasileiros pegam o Deportes Iquique

Gabriel Melloni, O Estado de S.Paulo

03 Maio 2017 | 06h34

O Grêmio não deverá ter vida fácil quando entrar em campo nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Zorros del Desierto, para encarar o Deportes Iquique, pela Copa Libertadores. Nem tanto pelo adversário, apenas o terceiro colocado do Grupo 8, mas pelas condições adversas do local da partida, o deserto de Calama, a 2,4 mil metros de altitude, e pelos desfalques.

Novamente, o técnico Renato Gaúcho precisará lidar com ausências importantes para escalar o Grêmio. O mais novo problema é o atacante equatoriano Miller Bolaños, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita na vitória da semana passada sobre o Guaraní, do Paraguai, e ficará cerca de 20 dias afastado.

Bolaños se junta a uma série de desfalques, em uma temporada marcada justamente pelos problemas físicos no Grêmio. Por este motivo, Renato Gaúcho também não poderá contar com nomes como o do lateral-direito Edílson, do volante Maicon, do meia Gastón Fernández e do atacante Beto da Silva, além do meia Douglas, que segue fora após ser submetido a cirurgia no joelho.

Diante de tantos problemas, Renato Gaúcho voltou a promover o mistério no Grêmio e escondeu a escalação que entrará em campo nesta quarta-feira. A tendência é que Michel volte à equipe, na vaga de Jailson, após cumprir suspensão na semana passada. Para o lugar de Bolaños, Fernandinho é o favorito, mas o garoto Arthur corre por fora e pode ser a surpresa.

Se os desfalques preocupam, o Grêmio conta com a boa fase de Lucas Barrios para decidir. Contratado junto ao Palmeiras no início do ano, o paraguaio parece ter reencontrado seu melhor futebol e marcou três vezes na goleada por 4 a 1 sobre o Guaraní na semana passada.

Embalado, ele é a principal aposta do setor ofensivo gremista para esta quarta-feira e sabe de sua responsabilidade. "É um momento bom. O atacante quando começa a fazer gols, a confiança aumenta, com o treinador, com todo mundo. Tenho que aproveitar", declarou.

Outro fator a favor do Grêmio é a ótima situação na tabela de classificação. Com 10 pontos em quatro partidas, a equipe gaúcha garantirá vaga nas oitavas de final mesmo se empatar com o Deportes Iquique. Em caso de derrota, ainda terá um duelo contra o lanterna Zamora, da Venezuela, em Porto Alegre, para confirmar o avanço.

Por outro lado, o Deportes Iquique vê o duelo desta quarta-feira como decisivo. Com apenas seis pontos, ocupa a terceira colocação no Grupo 8 e pode ser eliminado em caso de derrota. Se vencer o Grêmio, no entanto, vai para a última rodada na briga e terá o confronto direto contra o Guaraní, no Paraguai, para tentar ficar com a vaga.

Mais conteúdo sobre:
Grêmio futebol Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.