Maurícia da Matta/EC Vitória
Maurícia da Matta/EC Vitória

Com desfalques no ataque, Vitória começa caminhada no Brasileirão contra Flamengo

Técnico Vagner Mancini não poderá contar com Luan, Neílton e André Lima, todos no departamento médico

Estadão Conteúdo

14 Abril 2018 | 06h34

Mantido na elite do futebol brasileiro após brigar até a última rodada contra o rebaixamento no ano passado, o Vitória tentará correr menos riscos nesta temporada. Uma estreia vitoriosa diante do Flamengo, neste sábado, às 19 horas, no estádio Barradão, em Salvador, é um passo importante para isso.

+ Leia mais notícias sobre o Vitória

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ Em meio a indefinições, Fla inicia Brasileirão para esquecer fracasso recente

A equipe baiana também terá que se reabilitar mentalmente após a perda do Campeonato Baiano para o rival Bahia e pela derrota por 2 a 1 para o Internacional, pela Copa do Brasil, na última quarta-feira. O técnico Vagner Mancini, no entanto, terá problemas buscar a recuperação do time baiano.

O ataque é o setor com mais desfalques da equipe rubro-negra. Luan, com um edema na coxa esquerda, Neílton, diagnosticado com lesão na região posterior da coxa esquerda, e André Lima, que se recupera de uma lesão no pé sofrida na metade de março, desfalcam o Vitória.

No meio de campo, Filipe Souto está fora de combate por conta de um problema no joelho direito e no gol paira a grande dúvida de Vagner Mancini. Inseguros, os goleiros Fernando Miguel e Caíque vêm acumulando falhas na temporada e colocaram um ponto de interrogação na cabeça do treinador, que deu uma chance a Caíque contra o Internacional, mas viu o jovem falhar feio no segundo gol do time colorado.

Fernando Miguel disputou 19 dos 24 jogos da temporada e completou 150 partidas com a camisa do Vitória recentemente. Ao mesmo tempo, tem sido bastante criticado pelas má reposição com os pés e pelas saídas do gol. Caíque, por sua vez, apesar do erro na Copa do Brasil, tem a confiança de Vagner Mancini.

"Ele está chateado, mas a gente entende que faz parte. Temos que dar apoio ao goleiro. É um componente do futebol. A gente tem que abraçar o jogador e dar a confiança necessária", disse o treinador, que terá o lateral-esquerdo Jeferson à disposição. Contratado junto à Ponte Preta, ele foi apresentado nesta sexta-feira e já poderá estrear contra o Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.