1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Com gol contra, Corinthians larga com vitória na Libertadores

- Atualizado: 18 Fevereiro 2016 | 00h 33

Escalona, do Cobresal, marca contra e garante a liderança do Grupo 8 ao alvinegro

A sorte jogou ao lado do Corinthians na estreia da equipe na Libertadores. Depois de jogar praticamente toda a partida mal, um gol contra aos 45 minutos do segundo tempo garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Cobresal, nesta quarta-feira, em El Salvado, no Chile. 

 Já no finzinho da partida, Lucca fez um cruzamento despretensioso pela direita e o zagueiro Escalona acabou tirando a bola das mãos do goleiro e marcando contra.

A gol salvou o Corinthians em uma partida de  baixíssimo nível técnico. Tanto Corinthians como Cobresal não apresentaram um bom futebol e criaram pouquíssimas chances de gol. Apesar de o jogo ter sido disputada no acanhado estádio El Cobre, no meio do deserto do Atacama, e a 2.600 metros de altitude, não foram os efeitos do clima árido e do ar rarefeito que prejudicaram o Corinthians. Os jogadores correram os 90 minutos e até o fim da partida mostraram disposição e fôlego. O problema da equipe foi principalmente técnico. Até a jogada que deu origem gol, o time errou muitos lances fáceis. 

Corinthians derrota o Cobresal, fora de casa, em sua estreia na Libertadores. Único gol da partida foi marcado por Escalona (contra)
Corinthians derrota o Cobresal, fora de casa, em sua estreia na Libertadores. Único gol da partida foi marcado por Escalona (contra)

Corinthians até que começou o jogo melhor porque o Cobresal marcava muito mal. O time chileno dava espaço para os jogadores do Corinthians, que trocavam passes com tranquilidade, sem serem incomodados. 

A superioridade alvinegra, no entanto, durou pouco. Aos 16 minutos, acabou a energia no estádio El Cobre. A partida ficou paralisada por 12 minutos quebrou o ritmo da equipe. Quando o jogo foi reiniciado, quem voltou melhor foi o Cobresal.

O técnico Dalcio Giovagnoli aproveitou a paralisação para acertar a marcação. O Cobresal passou a bloquear as investidas do Corinthians no meio de campo e, assim, impedia que a bola se aproximasse da sua área.

O Corinthians aceitou a marcação do adversário e pouco fez. Os laterais Fagner e Uendel mal davam as caras no ataques e o time não buscava as jogadas de linha de fundo para buscar desmontar a defesa chilena.

Com a marcação ajeitada, o Cobresal passou a se lançar mais ao ataque. O time chileno começou a arriscar chutes de fora da área na tentativa de surpreender Cássio já que a bola fica mais veloz por causa da altitude. Aí veio outra paralisação no jogo, desta vez para beneficiar o Corinthians.

Cássio se chocou com Yago após cruzamento para a área e levou uma pancada na cabeça. O goleiro ficou caído no gramado, precisou de atendimento médico e o jogo só foi reiniciado cinco minutos depois. A parada diminuiu o ímpeto do Cobresal e a partida perdeu intensidade até o intervalo.

Corinthians em 2016
Yuri Edmundo|Eleven
Atlético-MG 2 x 1 Corinthians

Fred marcou o primeiro na vitória por 2 a 1 do Atlético-MG sobre o Corinthians

No segundo tempo, Tite mexeu no ataque e tirou Romero para a entrada de Giovanni Augusto. A mudança surtiu pouco efeito. O Cobresal continuou melhor enquanto o Corinthians repetia os erros do primeiro tempo. Faltava repertório aos jogadores de meio de campo. Rodriguinho, Elias e Bruno Henrique davam apenas passes e dribles óbvios e eram facilmente marcados. 

Aos 17 minutos, André entrou no lugar de Danilo. O Corinthians passou a ter mais presença de área, mas o problema da equipe continuava na criação das jogadas.

O Cobresal perdeu força e também não conseguia criar lances de perigo. O jogo ficou truncado, com muitas faltas e passes errados.

Até que aos 45 minutos, Lucca mandou a bola rasteiro para o meio da área e Escalona deu a vitória do Corinthians.

FICHA TÉCNICA:

COBRESAL 0 x 1 CORINTHIANS

COBRESAL - Sebastián Cuerdo; Patricio Jerez, Alexis Salazar, Miguel Escalona e Alejandro López; Rodrigo Ureña, Victor Sarabia, Johan Fuentes e Nelson Sepúlveda (Pablo González); Jonathan Benítez (Oyaneder) e Javier Grbec (Ever Cantero). Treinador: Dalcio Giovagnoli.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Romero (Giovanni Augusto), Elias (Willians), Rodriguinho e Lucca; Danilo (André). Treinador: Tite.

GOL - Escalona (contra), aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Víctor Sarabia e Javier Grbec (Cobresal); Bruno Henrique e Rodriguinho (Corinthians).

ÁRBITRO - Andrés Cunha (Fifa/Uruguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio El Cobre, em El Salvador (Chile).

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX