Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Com gol contra, Corinthians larga com vitória na Libertadores

Futebol

Aton Chile|AP

Com gol contra, Corinthians larga com vitória na Libertadores

Escalona, do Cobresal, marca contra e garante a liderança do Grupo 8 ao alvinegro

0

Raphael Ramos,
O Estado de S.Paulo

18 Fevereiro 2016 | 00h06

A sorte jogou ao lado do Corinthians na estreia da equipe na Libertadores. Depois de jogar praticamente toda a partida mal, um gol contra aos 45 minutos do segundo tempo garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Cobresal, nesta quarta-feira, em El Salvado, no Chile. 

 Já no finzinho da partida, Lucca fez um cruzamento despretensioso pela direita e o zagueiro Escalona acabou tirando a bola das mãos do goleiro e marcando contra.

A gol salvou o Corinthians em uma partida de  baixíssimo nível técnico. Tanto Corinthians como Cobresal não apresentaram um bom futebol e criaram pouquíssimas chances de gol. Apesar de o jogo ter sido disputada no acanhado estádio El Cobre, no meio do deserto do Atacama, e a 2.600 metros de altitude, não foram os efeitos do clima árido e do ar rarefeito que prejudicaram o Corinthians. Os jogadores correram os 90 minutos e até o fim da partida mostraram disposição e fôlego. O problema da equipe foi principalmente técnico. Até a jogada que deu origem gol, o time errou muitos lances fáceis. 

Corinthians até que começou o jogo melhor porque o Cobresal marcava muito mal. O time chileno dava espaço para os jogadores do Corinthians, que trocavam passes com tranquilidade, sem serem incomodados. 

A superioridade alvinegra, no entanto, durou pouco. Aos 16 minutos, acabou a energia no estádio El Cobre. A partida ficou paralisada por 12 minutos quebrou o ritmo da equipe. Quando o jogo foi reiniciado, quem voltou melhor foi o Cobresal.

O técnico Dalcio Giovagnoli aproveitou a paralisação para acertar a marcação. O Cobresal passou a bloquear as investidas do Corinthians no meio de campo e, assim, impedia que a bola se aproximasse da sua área.

O Corinthians aceitou a marcação do adversário e pouco fez. Os laterais Fagner e Uendel mal davam as caras no ataques e o time não buscava as jogadas de linha de fundo para buscar desmontar a defesa chilena.

Com a marcação ajeitada, o Cobresal passou a se lançar mais ao ataque. O time chileno começou a arriscar chutes de fora da área na tentativa de surpreender Cássio já que a bola fica mais veloz por causa da altitude. Aí veio outra paralisação no jogo, desta vez para beneficiar o Corinthians.

Cássio se chocou com Yago após cruzamento para a área e levou uma pancada na cabeça. O goleiro ficou caído no gramado, precisou de atendimento médico e o jogo só foi reiniciado cinco minutos depois. A parada diminuiu o ímpeto do Cobresal e a partida perdeu intensidade até o intervalo.

No segundo tempo, Tite mexeu no ataque e tirou Romero para a entrada de Giovanni Augusto. A mudança surtiu pouco efeito. O Cobresal continuou melhor enquanto o Corinthians repetia os erros do primeiro tempo. Faltava repertório aos jogadores de meio de campo. Rodriguinho, Elias e Bruno Henrique davam apenas passes e dribles óbvios e eram facilmente marcados. 

Aos 17 minutos, André entrou no lugar de Danilo. O Corinthians passou a ter mais presença de área, mas o problema da equipe continuava na criação das jogadas.

O Cobresal perdeu força e também não conseguia criar lances de perigo. O jogo ficou truncado, com muitas faltas e passes errados.

Até que aos 45 minutos, Lucca mandou a bola rasteiro para o meio da área e Escalona deu a vitória do Corinthians.

FICHA TÉCNICA:

COBRESAL 0 x 1 CORINTHIANS

COBRESAL - Sebastián Cuerdo; Patricio Jerez, Alexis Salazar, Miguel Escalona e Alejandro López; Rodrigo Ureña, Victor Sarabia, Johan Fuentes e Nelson Sepúlveda (Pablo González); Jonathan Benítez (Oyaneder) e Javier Grbec (Ever Cantero). Treinador: Dalcio Giovagnoli.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Romero (Giovanni Augusto), Elias (Willians), Rodriguinho e Lucca; Danilo (André). Treinador: Tite.

GOL - Escalona (contra), aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Víctor Sarabia e Javier Grbec (Cobresal); Bruno Henrique e Rodriguinho (Corinthians).

ÁRBITRO - Andrés Cunha (Fifa/Uruguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio El Cobre, em El Salvador (Chile).

Mais conteúdo sobre:

Comentários