1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Com gol de pênalti aos 51 min, Santos vence Ituano na Vila Belmiro

- Atualizado: 06 Fevereiro 2016 | 13h 40

Ricardo Oliveira marcou no último lance do jogo na Vila

Um pênalti convertido por Ricardo Oliveira aos 51 minutos do segundo tempo garantiu a vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Ituano neste sábado, na Vila Belmiro, pela 3ª rodada do Campeonato Paulista. O time não fez uma boa partida, mas acabou salvo pelo gol do atacante nos acréscimos.

O jogo, que marcou a 100ª partida em que o Santos foi comandada pelo técnico Dorival Júnior, foi tecnicamente fraco. Os jogadores reclamaram do calor e o árbitro teve de paralisar a partida duas vezes (no primeiro tempo e na etapa final) para que os atletas pudessem beber água. A partida estava marcada para quarta-feira às 19h30, mas foi antecipada para este sábado, às 11h, a pedido da diretoria do Santos.

Com o resultado, o Santos alcançou os sete pontos, mantendo a liderança do Grupo A. O Ituano, por sua vez, estacionou nos dois pontos, ainda sem vencer na competição. Ocupa a quarta e penúltima posição do Grupo B.

O Santos levou um susto, mas conseguiu a vitória sobre o Ituano com gol de pênalti de Ricardo Oliveira, pela 3ª rodada do Paulistão

O Santos levou um susto, mas conseguiu a vitória sobre o Ituano com gol de pênalti de Ricardo Oliveira, pela 3ª rodada do Paulistão

O JOGO - No primeiro tempo, o principal erro do Santos foi a falta de movimentação dos ataques. O time não trocava passes e insistia nos lançamentos, facilmente interceptados pelo Ituano.

As melhores chances do Santos eram nas jogadas de bola parada. E foi justamente após uma cobrança de escanteio que o time fez o primeiro gol. Aos 47, Lucas Lima fez o levantamento pela esquerda e Gustavo Henrique marcou de cabeça.

No segundo tempo, o jogo ficou melhor. O Ituano passou a se arriscar mais no ataque e, assim, deu espaço para o Santos. Lucas Lima deixou de ficar cruzando a bola para a área e passou a trocar passes no chão.

O time, no entanto, não aproveitou as chances que teve de fazer o segundo gol e acabou levando o empate. Aos 37, Naylhor apareceu sozinho no meio da área e marcou de cabeça.

Quando o jogo já se encaminhava para o fim, Raul Prata fez pênalti em Ronaldo Mendes. Ricardo Oliveira não vacilou e garantiu a vitória.

Santos em 2016
Heuler Andrey
Santos em 2016

Gabriel lamenta gol de Paulo André que deu vitória ao Atlético-PR contra o Santos: 1 a 0

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 x 1 ITUANO

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato (Vitor Bueno), Thiago Maia e Lucas Lima; Paulinho (Ronaldo Mendes), Gabriel (Elano) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

ITUANO - Diego; Raul Prata, Naylhor Luiz Felipe e Peri; Jonatan Lima, Wellington Simião, Marcelinho (Fernando Viana) e Claudinho; Edinho (Marcão) e Ruan (Igor). Técnico: Tarcísio Pugliese.

GOLS - Gustavo Henrique, aos 48 minutos do primeiro tempo. Naylhor, aos 37, e Ricardo Oliveira (pênalti), aos 51 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Luiz Felipe, Peri, Claudinho, Lucas Lima.

CARTÃO VERMELHO - Raul Prata.

ÁRBITRO - Douglas Marques das Flores.

RENDA - R$ 215.590,00.

PÚBLICO - 5.501 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX