Com inúmeros desfalques, Grêmio prega 'raça' e 'vontade' para encarar o Cruzeiro

Ao menos quatro titulares do time tricolor estarão fora do jogo

Estadão Conteúdo

11 Outubro 2017 | 07h14

Ainda sonhando em manter a sua perseguição ao líder Corinthians, o Grêmio faz um difícil confronto nesta quarta-feira contra o Cruzeiro, às 21h45, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após Eliminatórias, clubes partem para a reta final do Brasileiro

E não bastasse a dificuldade do adversário, embalado pela conquista da Copa do Brasil há duas semanas após superar, na semifinal, o próprio Grêmio, o técnico Renato Gaúcho terá um desafio complementar: o excessivo número de desfalques.

Desgastado pela sequência de jogos no Brasileirão, na Copa do Brasil, na Copa Libertadores e até na Copa da Primeira Liga, o elenco do Grêmio sofreu uma série de baixas nas últimas semanas como de Michel, Luan, Ramiro, Cristian, Maicon e Bressan. Até o meia Douglas, que estava se recuperando de uma grave lesão no joelho, voltou a sentir o problema e foi operado novamente.

Assim, independentemente do nível de atuação, o Grêmio sabe que o fundamental é minimizar os desfalques e vencer na "raça" e na "vontade" para seguir na perseguição ao Corinthians - o time gaúcho está em terceiro com 46 pontos, nove atrás do líder, que recebe o Coritiba nesta quarta-feira.

"Tivemos casos de lesões e os companheiros que entraram deram conta, mas não é fácil manter o encaixe do time que vem jogando. Essa busca da perfeição fica mais difícil", lamentou o zagueiro argentino Kannemann, que chegou a ser poupado de alguns treinos, mas está confirmado para o duelo. "É treinar e colocar o foco no jogo mais próximo. E depois jogar bem, fazer o que já fizemos. Às vezes dá, às vezes não. Se não der, vamos tentar ganhar na vontade e na raça".

Mais conteúdo sobre:
futebol Grêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.