Assine o Estadão
assine

Esportes

Vasco

Com pênalti inexistente, Vasco derrota o Volta Redonda e segue 100%

Cruzmaltino tem atuação abaixo do esperado em jogo pelo Carioca

0

Thiago Rabelo,
especial para a AE

10 Fevereiro 2016 | 21h54

Foi preciso um pênalti inexistente para que o Vasco vencesse o Volta Redonda por 2 a 0 e garantisse a terceira vitória no Campeonato Carioca. Sem apresentar o mesmo futebol dos jogos anteriores, o time encontrou muitas dificuldades e contou com a arbitragem na partida disputada nesta quarta-feira, no estádio de São Januário, no Rio.

Com os três pontos, o time do técnico Jorginho tem 9 pontos e segue na liderança do Grupo A. Neste domingo, o confronto será o clássico contra o Flamengo. Após 11 anos, a partida será disputada em São Januário. Invicto até então, o Volta Redonda permanece com 4 pontos.

O jogo demorou a ter um pouco de emoção. O primeiro chute só saiu aos 27 minutos, em tentativa de longa distância de Rodrigo. O goleiro se atrapalhou, mas conseguiu fazer a defesa. Na sequência, Julio dos Santos aproveitou o rebote e quase marcou em chute potente.

No fim do primeiro tempo, duas bolas na trave. Aos 41 minutos, Niltinho recebeu passe de Dija Baiano e quase marcou. Dois minutos depois, Eder Luis respondeu, em um cabeceio forte.

O equilíbrio pautou o segundo tempo também. Já com cinco minutos, Niltinho chutou forte e Martín Silva fez boa defesa. O Vasco tinha dificuldades de articulação, com o seu meio de campo sem velocidade. Por isso, Yago Pikachu entrou em campo.

A mudança não surtiu muito efeito, mas mesmo assim o Vasco conseguiu marcar um gol. Aos 14 minutos, o árbitro viu o toque de mão que não existiu e marcou pênalti. Nenê cobrou e fez 1 a 0. A falha da arbitragem tirou o ímpeto do Volta Redonda, que só voltou a ameaçar aos 33, em cabeceio de Tiago Amaral e excelente defesa de Martín Silva.

A vantagem tirou a velocidade da partida, com raras chances de ataque. A mais perigosa foi um cruzamento errado de Marlone, que Martín Silva afastou. Em outra tentativa, Marlone errou o cruzamento e quase surpreendeu o goleiro.

A situação poderia ter piorado com a expulsão de Luan, desfalque para o clássico, mas o Volta Redonda não aproveitou. Pior. Aos 48 minutos, em contra-ataque rápido, Nenê cruzou para Thalles fazer 2 a 0 e garantir a vitória vascaína.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 x 0 VOLTA REDONDA

VASCO - Martin Silva; Madson (Bruno Gallo), Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Julio dos Santos, Andrezinho, Eder Luis (Thalles), Nenê e Jorge Henrique (Yago Pikachu); Riascos. Técnico: Jorginho.

VOLTA REDONDA - Mota; Marrone (Luis Gustavo), Maílson, Luan e Cristiano; Bruno Barra, Marcelo e Vinícius Pacheco (Pedro Isidoro); Niltinho, Dija Baiano (Rafael Pernão) e Tiago Amaral. Técnico: Felipe Surian.

GOLS - Nenê (pênalti), aos 14, e Thalles, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rodrigo, Nenê e Jorge Henrique (Vasco); Bruno Barra (Volta Redonda).

CARTÃO VERMELHO - Luan (Vasco).

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo.

RENDA - R$ 168.530,00.

PÚBLICO - 4.986 pagantes (5.334 no total).

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Comentários