1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Com um a mais, Palmeiras vence e mantém os 100% no Paulistão

Gabriel Melloni - Agência Estado

30 Janeiro 2014 | 21h 29

Gol de Marquinhos Gabriel dá a vitória ao time, que agora se concentra no clássico contra o São Paulo

SÃO PAULO - O Palmeiras soube se aproveitar da vantagem numérica diante do Penapolense, nesta quinta-feira, e manteve-se com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Com um a mais desde o fim do primeiro tempo, após a expulsão de Heleno, o time de Gilson Kleina teve a tranquilidade necessária para chegar à quarta vitória na competição ao fazer 1 a 0 no Pacaembu. Marquinhos Gabriel marcou o único gol da partida.

O resultado manteve o Palmeiras na liderança do Grupo D, agora com 12 pontos, cinco à frente do segundo colocado Mogi Mirim. A equipe de melhor campanha no Paulista até o momento volta a campo no domingo para o clássico com o São Paulo, no Pacaembu. O Penapolense, por outro lado, é o quarto do Grupo A, com apenas três pontos, e pega no domingo o Mogi Mirim, em casa.

Na primeira partida sem Henrique, negociado para o Napoli, o Palmeiras não teve a mesma capacidade de criação das primeiras três rodadas, principalmente no truncado primeiro tempo. A expulsão de Heleno, no entanto, deu aos donos da casa espaço para chegar ao gol. Depois da boa estreia contra o Atlético Sorocaba, Marquinhos Gabriel voltou a mostrar serviço e melhorou a equipe ao entrar na vaga de Valdivia no intervalo.

O JOGO

O Palmeiras começou com o controle da partida e levou perigo duas vezes antes dos 20 minutos. Aos sete, após cruzamento de Juninho, Leandro dominou no peito e a defesa do Penapolense, ao tentar tirar, quase marcou contra. Aos 17, Valdivia roubou a bola na intermediária e, mesmo com Leandro livre, resolveu arriscar de fora, mas jogou por cima.

O time do interior acertou a marcação e conseguiu equilibrar o duelo. A posse de bola era toda do Palmeiras, mas os contra-ataques eram perigosos. Um deles saiu aos 24 minutos, quando Petros recebeu e arriscou de fora, exigindo boa defesa de Fernando Prass.

A forte marcação de ambos os lados resultava em muitos cartões - foram quatro amarelos antes dos 20 minutos. Logo no início, Heleno recebeu o seu por entrada dura em Lúcio. Aos 41 minutos, ainda no primeiro tempo, o volante do Penapolense foi para o vestiário mais cedo por solada nas costas de Wesley.

Com um a mais o Palmeiras teve mais espaço e quase marcou com Mazinho, que aproveitou rebote do coleiro Samuel Pires, mas jogou na rede pelo lado de fora. No início do segundo tempo, o time da casa criou sua melhor chance até então. Logo aos dois minutos, após escanteio batido da direita, Marcelo Oliveira cabeceou no travessão. Na sobra, Lúcio isolou.

Aos 11, Marquinhos Gabriel, que entrou no intervalo na vaga de Valdivia, aproveitou bobeira da zaga, roubou e bateu, mas parou em Samuel Pires. Na sobra, Leandro quase marcou, mas Gualberto afastou. Dois minutos depois, o Palmeiras criou boa jogada pela direita, Wesley tocou para Wendel, que, mesmo sem ângulo, arriscou. O goleiro do Penapolense apareceu outra vez para evitar o primeiro.

O jogo era de ataque contra defesa, com os dez jogadores do Penapolense da intermediária para trás quando o Palmeiras tinha a bola. De tanto insistir, o time da casa finalmente abriria o placar aos 21 minutos. Marquinhos Gabriel achou Alan Kardec, que, pela direita, tentou o cruzamento. Samuel Pires rebateu e o próprio Marquinhos Gabriel mandou para a rede.

O gol relaxou o Palmeiras, que passou a tocar a bola no campo de ataque, esperando o tempo passar. Wesley parecia ser o único que buscava o segundo gol e quase marcou em dois chutes de longe. Quando a vitória parecia garantida, o Penapolense assustou em um contra-ataque. Lucas avançou pela esquerda e cruzou para Rafael Ratão, que desviou cruzado. A bola passou em frente ao gol.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 0 PENAPOLENSE

PALMEIRAS - Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Wellington e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Valdivia (Marquinhos Gabriel) e Mazinho (Felipe Menezes); Alan Kardec e Leandro (Serginho). Técnico: Gilson Kleina.

PENAPOLENSE - Samuel Pires; Rodnei, Jaílton, Gualberto e Rodrigo Biro; Heleno, Liel (Fernando), Washington, Petros e Guaru (Rafael Ratão); Alexandro (Lucas). Técnico: Narciso.

GOLS - Marquinhos Gabriel, aos 21 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS - Juninho, Leandro, Wendel, Serginho (Palmeiras); Gualberto, Rodrigo Biro (Penapolense).

CARTÃO VERMELHO - Heleno (Penapolense).

RENDA - R$ 410.187,50.

PÚBLICO - 11.232 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo