Confiança é a arma do Etti Jundiaí

Na luta por uma vaga na próxima fase do Torneio Rio-São Paulo, o Etti Jundiaí faz do seu alto astral a principal arma para derrubar a Portuguesa de Desportos, no final de semana, no Canindé. Para o técnico Giba, o mais importante não é a chance de garantir a vaga, mas a condição atual do time que, segundo ele, "está inteiro". O técnico comemora o fato de ter todo o elenco à disposição, sem nenhum jogador machucado ou suspenso. "Posso montar o melhor time para começar o jogo e ainda ter opções de mudanças". Além disso, ele ressaltou o excelente condicionamento físico do time. "Chegamos na reta final inteiros. Agora precisamos saber tirar proveito desta vantagem sobre nossos adversários". Por isso mesmo ele acredita que o jogo contra a Portuguesa pode dar o impulso que falta ao time para buscar uma das quatro vagas nas finais. "Pela própria tabela, acho que se vencermos a Portuguesa estaremos dando um passo largo para atingir este objetivo", confirmou Giba. Além do jogo no Canindé, o Jundiaí enfrenta o América, em casa, e depois o Flamengo, em crise e já eliminado, no Rio de Janeiro. Com 20 pontos e dividindo a quarta posição com Vasco e Botafogo, o Jundiaí corre por fora. Giba ainda não confirmou o time, mas ele pode colocar o experiente Vágner Mancini no meio-campo, atuando como segundo volante no lugar de Léo ao lado de Márcio Santos e Jackson.

Agencia Estado,

27 Março 2002 | 16h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.