Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Conmebol e Concacaf têm ajuda financeira cortada pela Fifa

Futebol

esportes

Fifa

Conmebol e Concacaf têm ajuda financeira cortada pela Fifa

As duas entidades são investigadas nos escândalos de corrupção do futebol

0

Estadão Conteúdo

01 Fevereiro 2016 | 21h14

A Fifa anunciou nesta segunda-feira que suspendeu o aportes financeiros que dá à Conmebol e à Concacaf, entidades do continente americano que estão sendo altamente prejudicadas por escândalos de corrupção e suborno nos últimos tempos.

De acordo com a entidade que controla o futebol mundial, a suspensão dos pagamentos se manterá "até novo aviso", sendo que indicou que "analisa novas medidas" com o objetivo de "aumentar o nível de segurança" para que os fundos possam ser liberados no futuro.

A Concacaf, confederação que dirige o futebol das Américas Central e do Norte e do Caribe, confirmou que não recebeu um pagamento de US$ 10 milhões da Fifa, mas ressaltou que cumpriu com todas as exigências de documentação feitas pelo órgão máximo do futebol "para garantir que o assunto se resolva de maneira oportuna".

Os últimos três presidentes da Concacaf e da Conmebol, esta última a entidade que dirige o futebol sul-americano, se encontram entre as mais de 30 pessoas do futebol mundial acusadas de corrupção por promotores do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O órgão norte-americano realizou em conjunto com a polícia suíça uma operação que provocou a prisão de uma série de dirigentes filiados à Fifa do primeiro escalão do futebol mundial desde o ano passado, entre eles José Maria Marin, ex-presidente da CBF.

Em conjunto, a Conmebol e a Concacaf organizam a realização da Copa América do Centenário, que acontecerá em dez cidades dos Estados Unidos e contará com a participação de 16 seleções entre os dias 3 e 26 de junho. O grande evento ocorrerá neste ano para marcar os 100 anos de disputa do mais antigo torneio de seleções do mundo.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.