Conte diz que mudar sistema tático foi a 'chave' para levar Chelsea ao título

Time de Londres conquista título antecipadamente nesta rodada

Estadao Conteudo

12 Maio 2017 | 21h18

Uma dura derrota por 3 a 0 para o Arsenal, no fim de setembro do ano passado, foi o ponto de partida para a conquista do título do Campeonato Inglês. Essa é a avaliação do técnico do Chelsea, Antonio Conte, após celebrar com seus jogadores o troféu garantido por antecipação nesta sexta-feira, com a vitória sobre o West Bromwich por 1 a 0, fora de casa.

Segundo Conte, aquela derrota o fez mudar de ideia quanto ao sistema tático da equipe, que viria a deslanchar no Inglês nos meses seguintes, ao passar a jogar no 3-4-3. "Aquele jogo foi frustrante para mim porque não consegui ver nada do meu trabalho, nada da minha de ideia de futebol, em campo. Tive a força necessária para mudar, para assumir a responsabilidade de trocar o sistema e encontrar um no qual se encaixassem os jogadores", afirmou Conte, que foi contestado ao realizar a mudança na equipe.

Para o treinador, esta mudança foi determinante para a conquista do título. "Foi o momento chave para nós porque todos os jogadores puderam mostrar o seu melhor no novo sistema", disse Conte, que admitiu as dificuldades em seu início de trabalho na equipe londrina - ele assumiu o time no começo da temporada europeia, após deixar a seleção da Itália.

"Nossa temporada não começou da melhor forma. Tivemos muitos problemas, não apenas um. Encontrar a melhor solução rapidamente não foi fácil e, por isso, gostaria de dizer obrigado aos meus jogadores, porque eles acreditaram num novo trabalho e numa nova filosofia. Estes resultados foram consequência da atitude e da postura dos meus jogadores", declarou o treinador.

O Chelsea garantiu o título nesta sexta com duas rodadas de antecedência porque chegou a 87 pontos em 36 rodadas, dez a mais que o Tottenham, que atuou 35 vezes. Sem possibilidade de ver o rival cortar a diferença, o Chelsea celebrou seu sexto título do Campeonato Inglês, o quinto na "era Roman Abramovich", iniciada no início dos anos 2000.

Mais conteúdo sobre:
Futebol futebol Campeonato Inglês Chelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.