Contusões comprometem as chances da Ucrânia, diz técnico

O técnico da seleção da Ucrânia, Oleg Blokhin, afirmou nesta quarta-feira que a contusão de seu principal atacante, Andriy Shevchenko, e as lesões enfrentadas pelo lateral-direito Serhiy Fyodorov e pelo atacante Andriy Vorobei, comprometem as chances de sua equipe na Copa do Mundo da Alemanha. "Infelizmente o momento não é nada bom", lamentou o técnico, que brilhou como jogador nas décadas de 70 e 80 com a camisa da extinta União Soviética. Ele diz que o principal problema é com a defesa, pois as lesões de Shevchenko e Vorobei são de menor gravidade. "Vamos ter de começar do zero, e nos últimos três anos não conseguimos encontrar candidatos para a lateral", lamentou Blokhin, que vai convocar Dmitri Chigrinsky, do Shakhtar Donetsk, campeão nacional, se Fyodorov não se recuperar a tempo. Além disso, ele tem problemas no gol, já que o titular, Shovkovsky, ainda se recupera de uma fratura na clavícula, sofrida em janeiro. No ataque, Blokhin acha que a situação é menos grave, apesar de admitir a importância de Shevchenko. "Temos um time com ele e outro sem, é claro." O jogador terá mais duas semanas de folga para se recuperar de um entorse no joelho esquerdo. A Ucrânia estréia na Copa no dia 14 de junho, contra a Espanha, em Leipzig. Blokhin espera que Shevchenko volte a treinar antes dos amistosos marcados para a fase de preparação: o time pega a Costa Rica, no dia 28, em Kiev; a Itália, em 2 de junho, em Lausanne, na Suíça; a Líbia, no dia 5, em Wohlen, na Suíça; e Luxemburgo, em Luxemburgo, em 8 de junho.

Agencia Estado,

17 Maio 2006 | 13h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.