1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Barra-brava argentino é deportado ao aterrissar em São Paulo

GONÇALO JUNIOR - O Estado de S. Paulo

10 Junho 2014 | 12h 22

Torcedor integra lista de envolvidos em atos violentos em estádios

O torcedor argentino Raul Daniel Attardo, de 45 anos, foi deportado na última segunda-feira ao tentar entrar no Brasil para a Copa do Mundo. De acordo com a Polícia Federal, ele integra uma lista de 2.100 nomes de pessoas envolvidas em atos de violência em estádios de futebol que foi repassada às autoridades brasileiras pela polícia argentina por meio de um programa de cooperação internacional. São os chamados barra-bravas.

Raul chegou ao Brasil na manhã de segunda-feira, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e foi identificado ao tentar passar pelo posto de imigração. No período da tarde, o torcedor foi colocado em um avião de volta para a Argentina. Ele é da cidade de Rosário e torce para o Rosário Central. Mais de dois mil torcedores argentinos violentos, que já possuem proibições de frequentar estádios na própria Argentina, serão impedidos de entrar no Brasil para assistirem à Copa.

Nas últimas semanas, a Polícia Federal reforçou o controle em todos os postos de fronteira para impedir a entrada de torcedores indesejados no País. Delegações policiais de todos os 32 países participantes da Copa começaram a trabalhar juntos no Centro Internacional de Cooperação Policial em Brasília na segunda-feira.

Copa 2014