1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Clima do Brasil cria duas Copas diferentes, diz italiano Pirlo

Michael Kahn - REUTERS

23 Junho 2014 | 17h 53

Meia compara temperaturas díspares das regiões do País e diz que a seleção italiana foi prejudicada por jogar em Manaus e no Recife

Há duas Copas do Mundo acontecendo no Brasil, uma nas regiões mais quentes, como Norte e Nordeste, e outra nas mais frias, no Sul e Sudeste, e a Itália está pagando o preço de jogar em ambientes de calor e humidade, disse o meia Andrea Pirlo nesta segunda-feira.

A Itália enfrentará o Uruguai na tarde de terça-feira em Natal, onde as temperaturas têm ficado em torno de 30 graus Celsius durante o dia --depois de partidas na úmida Manaus e na quente Recife.

"Estes fatores são definitivamente importantes, especialmente quando você vem a estes países com muito calor e umidade e enfrente jogadores mais acostumados a essas condições", disse Pirlo.

Giuseppe Cacace/AFP
Pirlo diz que a Itália está sendo prejudicada por jogar no Nordeste

"Há duas Copas do Mundo. Uma no norte (do país) e uma no sul".

A tetracampeã Itália, que, como o Uruguai, tem três pontos em dois jogos, precisa de um empate em sua última partida no Grupo D para chegar às oitavas de final, considerando que possui um saldo de gols maior do que os sul-americanos.

O técnico italiano Cesare Prandelli disse que utilizar uma inédita parceria de ataque entre Mario Balotelli e Ciro Immobile é uma possibilidade.

Copa 2014