1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Clint Dempsey é visto pelos belgas como maior preocupação

Ciro Campos - O Estado de S. Paulo

27 Junho 2014 | 13h 58

Europeus apontam o jogador como o mais perigoso dos Estados Unidos e maior ameça para tirar a vaga da seleção nas quartas 

O atacante norte-americano Clint Dempsey é a grande preocupação da seleção da Bélgica para a partida das oitavas de final da Copa do Mundo, terça-feira, em Salvador. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira em Mogi das Cruzes, os europeus apontaram o jogador como o mais perigoso dos Estados Unidos, pelo poder de finalização e liderança que exerce dentro da sua equipe.

"É um jogador muito forte fisicamente e que sabe armar o jogo mesmo quando está sozinho no ataque. Precisamos ter cuidado especial com ele", disse o lateral Jan Vertonghen, que foi companheiro de Dempsey quando o norte-americano atuou pelo Tottenham, da Inglaterra.

Ivan Alvarado/Reuters
Poder de finalização e liderança do jogador são preocupações da rival

O camisa 8, inclusive, marcou o gol mais rápido da Copa até agora, ao abrir o placar na estreia, contra Gana, aos 28 segundos. Dempsey é o capitão dos Estados Unidos e um dos mais experientes da seleção ao já ter disputado e marcado gol também nas Copas de 2006 e 2010.

O técnico belga Marc Wilmots afirmou que Dempsey é o principal jogador da equipe norte-americana. "Ele é o pilar de um time muito sólido e organizado de forma tipicamente alemã pelo (técnico) Jürgen Klinsmann. Teremos um jogo muito difícil pela frente", explicou o treinador, que para o jogo de terça tem duas dúvidas. O zagueiro Kompany e o lateral-esquerdo Vermaelen estão machucados e não treinaram com o elenco nesta sexta.

O zagueiro Nicolas Lombaerts disse que acompanhou o empate por 2 a 2 entre Estados Unidos e Portugal e ficou impressionado com a atuação dos norte-americanos. "A equipe deles jogou uma partida excelente e mostrou ter várias opções no banco de reservas", comentou.

Copa 2014