1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Com um a menos, Bélgica bate Coreia do Sul e garante liderança

FELIPE ROSA MENDES - Agência Estado

26 Junho 2014 | 19h 05

Seleção europeia encara os Estados Unidos nas oitavas de final

Mesmo ainda sem corresponder às expectativas de que seria a sensação da Copa do Mundo, a Bélgica faturou sua terceira vitória, manteve o aproveitamento 100% e garantiu a primeira colocação do Grupo H, ao derrotar a Coreia do Sul por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Itaquerão, em São Paulo. Com um time misto, a seleção belga não empolgou a torcida, mas superou a desvantagem numérica, por causa da expulsão de Defour ainda no primeiro tempo, para segurar a pressão sul-coreana e buscar mais um triunfo na competição.

Assim, Bélgica encerrou sua participação na primeira fase com nove pontos, confirmando confronto com os Estados Unidos nas oitavas de final, na próxima terça-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Já a Coreia do Sul se despediu da Copa sem vitória e com apenas um ponto na lanterna da chave.

A derrota confirmou a fraca campanha das seleções asiáticas nesta Copa. Nenhum dos quatro times afiliados à Confederação Asiática de Futebol - Japão, Irã, Coreia do Sul e Austrália (localizada na Oceania mas competindo pela Ásia nas Eliminatórias) - conseguiu vencer na competição, o que não acontecia desde o Mundial de 1990.

JF Diorio/Estadão
Gol serviu como redenção para Vertonghen na Bélgica

Classificada por antecipação, a Bélgica entrou em campo nesta quinta-feira com um time misto por conta de problemas físicos e jogadores "pendurados" com um cartão amarelo. Por essa razão, o técnico Marc Wilmots poupou até sete atletas que já foram titulares nas partidas anteriores deste Grupo H, entre eles Kompany, Vermaelen, Lukaku e Hazard - este último só entrou em campo nos minutos finais.

O JOGO

Precisando da vitória, a Coreia do Sul tratou de acelerar a partida desde os primeiros segundos e encontrou na Bélgica um rival à altura nesse quesito, em razão da correria imposta pelo trio formado por Mertens, Januzaj e Mirallas. A velocidade belga e a vontade sul-coreana, no entanto, não deram resultado no primeiro tempo.

Tentando impor pressão, a Coreia do Sul teve seus momentos de protagonista, principalmente pelo lado esquerdo, por onde avançava Son Heung Min, seu melhor jogador. A Bélgica aceitou as investidas sul-coreanas, mais recuada, mas logo ficou clara a superioridade do time europeu em campo.

Aí, a Bélgica passou a levar perigo em cobranças de falta, de Vertonghen e Mertens, e nas rápidas trocas de passe no ataque. Em dois toques, eles chegavam à área dos sul-coreanos, que se defendiam como dava, às vezes somente com falta. Na melhor chance dos belgas, Mertens pegou sobra quase na pequena área e mandou muito longe do travessão, desperdiçando chance incrível aos 24 minutos.

Mais contida, a Coreia do Sul também teve chances de abrir o placar. Depois da correria no início, os asiáticos quase marcaram em uma blitz aos 28. Após erro na saída de bola belga, Ki Sung Yueng bateu forte e exigiu boa defesa de Courtois. Na sequência, escanteio da esquerda obrigou Defour a tirar a bola quase em cima da linha.

Com chances dos dois lados, o duelo retomou o equilíbrio nos minutos finais, até que Defour fez falta violenta em Kim Shin Wook. O volante deu um pisão na canela do rival e levou o cartão vermelho direto, deixando a Bélgica com um jogador a menos em campo, a partir dos 44 minutos.

A vantagem numérica renovou as esperanças da seleção sul-coreana. Com a vitória parcial da Rússia sobre a Argélia na outra partida da rodada, a Coreia do Sul precisava superar os belgas por ao menos 3 a 0 para avançar. Sem alternativa, o técnico Hong Myung Bo colocou o time no ataque no segundo tempo.

A postura mais ofensiva e a busca incessante pelo ataque no início da segunda etapa foram suficientes para conquistar definitivamente o apoio da torcida brasileira no Itaquerão. Foram três chegadas seguidas, uma delas no travessão em cruzamento de Son Heung Min aos 13 minutos.

Assustado, o técnico Marc Wilmots resolveu arrumar o meio-de-campo, para compensar a expulsão de Defour. Sacou Januzaj e Mertens para as entradas de Origi e Chadli. E teve sucesso. Origi, que já havia decidido na rodada anterior, bateu firme da entrada da área e viu o goleiro sul-coreano dar rebote. Dentro da área, Vertonghen, em posição duvidosa, só completou para as redes, fazendo 1 a 0 aos 32 minutos.

Sem desanimar, a Coreia do Sul seguia levando perigo no ataque. No entanto, escancarava suas limitações técnicas. O time asiático entrava na área trocando bons passes, mas pecava nas finalizações. Assim, desperdiçou ao menos três grandes chances de empatar. Recuada, a Bélgica também contou com a boa fase do goleiro Courtois para assegurar mais um triunfo na Copa.

FICHA TÉCNICA:

COREIA DO SUL 0 x 1 BÉLGICA

COREIA DO SUL - Kim Seung Gyu; Lee Yong, Kim Young Gwon, Hong Jeong Ho, Yun Suk Young; Han Kook Young (Lee Keun Ho), Ki Sung Yueng, Lee Chung Young, Koo Ja Cheol; Son Heung Min (Ji Dong Won) e Kim Shin Wook (Kim Bo Kyung). Técnico: Hong Myung Bo.

BÉLGICA - Courtois; Vanden Borre, Van Buyten, Lombaerts e Vertonghen; Defour, Fellaini, Dembélé, Mertens (Origi); Januzaj (Chadli) e Mirallas (Hazard). Técnico: Marc Wilmots.

GOL - Vertonghen, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Hong Jeong Ho, Dembélé.

CARTÃO VERMELHO - Defour.

ÁRBITRO - Benjamin Williams (Austrália).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 61.397 presentes.

LOCAL - Itaquerão, em São Paulo.

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo