1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Comunidades usam Facebook para negociar ingressos da Copa

Lara Monsores - ESPECIAL PARA O ESTADO

05 Junho 2014 | 06h 23

Fifa alerta que torcedor que for pego com ingresso em nome de outra pessoa será impedido de assistir ao jogo no estádio

As vendas do novo lote de ingressos para a Copa movimentaram a negociação também nas redes sociais. Por meio de grupos no Facebook, como o "Ingressos Copa do Mundo 2014", brasileiros e estrangeiros negociam entradas para diversos jogos do Mundial, inclusive para a final. Alguns propõem trocas, mas a maioria tenta vender os bilhetes por valores maiores que os originais.

O estudante mineiro João Vitor Resende, de 22 anos, passou três dias seguidos monitorando ofertas nessa comunidade e conseguiu comprar ingressos para três jogos em Brasília: Portugal x Gana, Suíça x Equador e Costa do Marfim x Colômbia. Ele conta que os primeiros contatos foram feitos via Facebook e então marcou encontros pessoalmente com os vendedores, que chegaram a cobrar cinco vezes o valor real dos bilhetes.

Marcos de Paula/Estadão
Torcedores enfrentaram filas e acabaram sem ingresso. O jeito é recorrer à internet

"Paguei R$ 160 num ingresso de R$ 30, R$ 140 em um de R$60 e R$ 70 em um de R$ 60. Tenho que conseguir um do Brasil ainda. Como esses jogos não são de seleções importantes ou de fase decisiva, vou na categoria 4 mesmo", conta.

Criador do grupo "Ingressos para Copa sem cambista", o paulista Carlos Frederico Silva determinou algumas regras para tentar impedir abusos. Na sua comunidade é proibido vender ingressos por valores maiores que o dobro do preço original e quem não respeitar a regra é excluído. "Este grupo foi criado para as pessoas que têm ingressos para jogos da Copa e não irão e querem vendê-los a um preço justo, sem agir como cambistas", defende Carlos na própria página, que já tem cerca de 8 mil integrantes inscritos.

A Fifa, no entanto, proíbe qualquer transação de venda ou troca de ingressos que não seja feita pela plataforma oficial no site da entidade, e alerta para o risco que esses torcedores estão correndo ao fazer esse tipo de negócio em outros sites. "Vai haver uma checagem aleatória na entrada do estádio e o torcedor que estiver com ingresso no nome de outra pessoa será impedido de entrar. Além disso, se o dono do ingresso for flagrado tentando vendê-lo fora das vias legais, ele pode ser preso e ter os ingressos cancelados", explica a entidade.

BRASIL X SÉRVIA

O último amistoso da seleção antes da Copa terá casa cheia no Morumbi. Segundo o site da Total Acesso, responsável pela comercialização das entradas, todos os ingressos se esgotaram – no início do dia restavam 10 mil bilhetes. A carga total não foi divulgada, mas são esperadas 60 mil pessoas no estádio. Na quarta-feira pela manhã havia bilhetes disponíveis para arquibancadas amarela e laranja, atrás dos gols, a R$ 100.

Copa 2014