1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Dez adolescentes são apreendidos em Fortaleza após protesto

Carmem Pompeu - Especial para O Estado de S. Paulo

17 Junho 2014 | 11h 31

Manifestantes tentaram bloquear as vias de acesso à Arena Castelão, onde Brasil e México se enfrentam pela segunda rodada

Atualizado às 16h25

Dez adolescentes foram apreendidos em Fortaleza depois do confronto entre policiais e manifestantes antes da partida entre Brasil e México, na Arena Castelão, nesta terça-feira. De acordo com a Polícia Militar, os manifestantes foram levados para o 16º Distrito Policial, no Dias Macedo. 

As apreensões aconteceram por depredação do patrimônio púbico e privado, insulto aos policiais e por tentarem bloquear as vias de acesso ao estádio.  Um ônibus de apoio da Fifa foi apedrejado. A manifestação foi dispersada com a ajuda do Caminhão de Controle de Distúrbios Civis.

Carmem Pompeu/Estadão
Moradores afetados pelas obras da Copa participam do protesto

No fim da manhã, cerca de 200 manifestantes fecharam a Via Expressa no sentido Avenida da Abolição. O protesto é do movimento Mais Pão, Menos Circo. A via fechada era rota alternativa da delegação brasileira para a Arena Castelão. Os manifestantes portavam cartazes contra a Copa.

Entre os manifestantes que bloqueavam parte da Via Expressa, em Fortaleza, um dos acessos à Arena Castelão, estavam moradores de comunidades atingidas pelas obras da Copa, como a Alto da Paz e Raiz da Praia. Foram montadas barricadas com pneus e erguidas faixas com frases de protesto: "Chega de remoção. Queremos moradia", "Quem é rico mora na praia. Mas quem é pobre também pode morar". 

O Brasil faz em Fortaleza seu segundo jogo na Copa do Mundo. A capital cearense recebe milhares de mexicanos na reedição da partida da Copa das Confederações, há um ano. Segundo estimativas do governo, 15 mil turistas devem ir ao estádio.

Copa 2014