1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Felipão não aceita dúvidas sobre Oscar: 'Quem escala sou eu'

Robson Morelli - O Estado de S. Paulo

06 Junho 2014 | 21h 29

Técnico da seleção foi colocado contra a parede pela primeira vez por causa do meia, mas deixou claro que não vai aceitar pressão

Felipão comprou sua primeira briga na Copa: a escalação de Oscar. O treinador da seleção, que praticamente não recebeu críticas quando apresentou sua lista dos 23 jogadores para a competição, foi pela primeira vez colocado contra a parede sobre sua insistência com o meia do Chelsea em detrimento do seu colega de clube, Willian. A resposta de Felipão foi dura. "Quem escala sou eu. Sou pago para isso e de nada adianta vocês ficarem pedindo Pedro, José, João ou Juca, seja quem for. Quem escala sou eu", repetiu, para tentar colocar um basta na pressão que sofre para escalar Willian desde o começo das partidas.

Felipão aguentou o quanto pôde as perguntas sobre Oscar na Granja Comary e após o amistoso diante do Panamá. Neste domingo, não deixou nem o repórter terminar de falar para sair em defesa de seu armador. Felipão confia no jogador, embora reconheça que Willian treina bem e muda a forma de jogar da seleção, dando a ela mais velocidade e desafogando Neymar.

"Sei que poço contar com o Willian, como posso contar com o Bernard, o Maicon, o Fernandinho... Tenho bons problemas na seleção porque esses jogadores são muito bons e a seleção é excelente. Sei que posso tirar um e colocar outro, e o nível será o mesmo."

Felipe rau/Estadão
Oscar acabou substituído por Willian no início da etapa final

 

 

Felipão também foi taxativo sobre 'a dependência' do Brasil de Neymar. Mais uma vez, o atacante conduziu o time e fez as principais jogadas em direção ao gol, sempre conduzindo a bola para dentro dos adversários. Chegou a pedir até mais movimentação de seus companheiros. Felipão entende que a seleção é tão dependente de Neymar quanto é a Argentina, de Messi, e Portugal, de Cristiano Ronaldo. "Temos um grande jogador e cabe a nós usarmos isso da melhor maneira possível, até para achar os buracos nas defesas dos rivais."

Ainda em Teresópolis, Felipão garantiu que o time da estreia do Brasil na Copa, dia 12, no Itaquerão, contra a Croácia, será o mesmo que começou jogando diante da Sérvia. Portanto, com Oscar no meio de campo. Willian terá de esperar sua vez.

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo