1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Felipão revela que espera contar com Oscar no amistoso

Leandro Silveira - Enviado especial a Teresópolis - Estadão Conteúdo

05 Junho 2014 | 13h 41

Meia é dispensado de treino para acompanhar nascimento da filha no interior de São Paulo, mas deve se reapresentar nesta sexta

O meia Oscar não participou do treinamento desta quinta-feira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde a seleção brasileira se prepara para a disputa da Copa, mas o técnico Luiz Felipe Scolari avisou que conta com o jogador e pretende escalá-lo como titular no amistoso contra a Sérvia, nesta sexta, no Morumbi, e também para o jogo de abertura do Mundial, diante da Croácia, no dia 12, no Itaquerão. 

Oscar foi liberado do treinamento desta quinta-feira para acompanhar o nascimento da sua filha, em Campinas, no interior paulista. Ele se reapresentará à seleção diretamente em São Paulo. E, de acordo com Felipão, uma conversa determinará a sua escalação no jogo com a Sérvia, que será um ensaio geral para o início da Copa. 

"Depende da conversa com o Oscar, ver o que ele viveu, a intensidade. Acredito que chegará bem e vai dizer que está pronto e que vai para o jogo. A princípio, pretendo iniciar com o time da Copa, e ele está incluído. Mas temos qualidade grande no grupo e se não puder jogar, será bem substituído", disse Felipão. 

Wilton Junior/Estadão
Oscar foi o titular da seleção na conquista da Copa das Confederações

Assim, a tendência é que a seleção entre em campo nesta sexta-feira com a mesma formação que conquistou o título da Copa das Confederações, no ano passado, com: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar. 

No treinamento desta quinta-feira, Oscar foi substituído por Willian, seu companheiro no Chelsea e que vem sendo um dos destaques dos reservas nas atividades da seleção em Teresópolis. Felipão destacou que não terá qualquer problema em acionar Willian, mesmo que aponte Oscar como o seu titular. 

"Se (o Willian) tiver que começar amanhã ou contra a Croácia, para mim não muda muito. E ele acrescenta algumas características, coisas novas para a equipe. Ele é muito rápido, reage assim, tem mudança de direção, drible, bate bem na bola. Já falei para ele bater de fora da área, porque o goleiro não vai defender. Se precisar entrar, entra com a mesma qualidade, acrescenta diferenças, podem até ser melhores. Tem minha total confiança, foi um achado", elogiou o treinador. 

A entrada de Willian é uma das opções que o treinador possui para alterar o estilo de jogo de uma equipe que tem a sua base definida desde a conquista do título da Copa das Confederações. Felipão revelou já pensar em outras formas de surpreender os adversários, como a escalação de dois centroavantes - Fred e Jô - ou até mesmo a entrada do zagueiro Henrique para alterar o estilo tático do time. 

"Tem duas ou três situações que podemos mudar. Posso colocar os dois centroavantes e um meia de qualidade pra superar dificuldades no transcorrer do jogo. Trouxe o Henrique para jogar em determinado momento como terceiro zagueiro ou volante. Não preciso fazer isso no campo, trabalhamos no quadro e aqui embaixo por uns dez minutos. Já tenho tudo preparado, mas algumas vezes o técnico improvisa", explicou.

Copa 2014