1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

'Fomos roubados contra o Brasil em 2002', diz Axel Witsel, da Bélgica

Ciro Campos - O Estado de S. Paulo

03 Julho 2014 | 13h 26

Volante deu entrevista nesta quinta-feira, em Mogi das Cruzes, e relembrou eliminação da Bélgica na Copa da Coreia e do Japão

Se ganhar da Argentina neste sábado em Brasília, a Bélgica vai às semifinais e iguala a melhor campanha da sua história em Copa do Mundo, mas o volante Axel Witsel relembrou nesta quinta-feira da decepção que sentiu como torcedor na última participação da equipe na competição, em 2002. O jogador disse que um erro de arbitragem na partida contra o Brasil, pelas oitavas de final, provocou a eliminação belga naquela edição disputada na Coreia do Sul e no Japão.

Na ocasião, o então atacante Marc Wilmots, atual técnico da seleção, fez um gol de cabeça quando a partida ainda estava 0 a 0. O árbitro anulou o lance e marcou falta do belga no zagueiro brasileiro Roque Júnior. "Fizemos um bom torneio e tínhamos uma boa seleção, mas fomos roubados contra o Brasil", afirmou Witsel, que na época tinha 13 anos. Os gols da vitória do Brasil, que também era comandado por Luiz Felipe Scolari naquela Copa, foram marcados no segundo tempo por Rivaldo e Ronaldo.

Witsel joga pelo Zenit, da Rússia, e, por já ter atuado pelo Benfica, concedeu entrevista coletiva em português nesta quinta-feira, em Mogi das Cruzes, no interior paulista, onde a Bélgica está concentrada. Mas o volante negou que tenha conversado sobre o jogo deste sábado com colegas argentinos, como o lateral-esquerdo Rojo, que defende o clube português e é titular da Argentina na Copa.

MARTIN BUREAU/ AFP PHOTO
Axel Witsel e Kevin De Bruyne andaram de bicicleta, em Mogi das Cruzes (SP)

A Bélgica embarca na noite desta quinta-feira para Brasília e faz o treino de reconhecimento do gramado do Estádio Mané Garrincha nesta sexta. Os desfalques da equipe são o meia Dembele e o lateral-esquerdo Vermaelen, ambos com problema muscular na coxa.

Copa 2014