1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Fora de campo, Thiago Silva diz que 'dor é a mesma' de quem jogou

Agência Estado

08 Julho 2014 | 21h 10

Capitão da seleção brasileira cumpriu suspensão por levar segundo cartão amarelo diante da Colômbia e não enfrentou a Alemanha

Questionado se Neymar poderia fazer algo para evitar um vexame como o desta terça-feira, Felipão lembrou que o craque é atacante e não faria nada para ajudar na defesa. Mas Thiago Silva, zagueiro, talvez tivesse feito diferente. O capitão da seleção brasileira viu do banco de reservas a derrota por 7 a 1 para a Alemanha e, suspenso, não podia fazer nada para mudar a história.

Após a partida, porém, o jogador do Paris Saint-Germain garantiu que sofreu como se estivesse em campo. "De fora, você analisa mais friamente, mais tranquilo. Mas a sensação e a dor é a mesma dos companheiros. Nem num pior pesadelo a gente poderia imaginar uma partida como essa e uma derrota como essa", disse ele, na zona mista do Mineirão. "É decepcionante para todos nós".

David Gray/Reuters
Capitão da seleção brasileira cumpriu suspensão e não enfrentou a Alemanha

Assim como Felipão e outros companheiros, Thiago Silva lamentou a "pane" da seleção, que levou quatro gols em menos de sete minutos. "A gente sabia que o jogo iria ser difícil. A coisa mais normal aconteceu, que foi um gol de escanteio. A partir do segundo gol, a gente entrou numa pane. Em seis minutos, levamos quatro gols. Isso nunca aconteceu comigo. Mas é o futebol, nem tudo o que a gente sonha a gente conquista."

Com 29 anos e considerado um dos melhores jogadores do mundo na sua posição, Thiago Silva acredita que tem fôlego para mais uma Copa e sonha em levantar o título na Rússia. "Ainda tenho um sonho de ganhar a Copa do Mundo, mas, infelizmente, não foi dessa vez, a gente deixa para 2018."

Copa 2014