1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Jogadores mexicanos também detonam atuação de juiz

AE - Agência Estado

29 Junho 2014 | 17h 46

'Não foi pênalti. Pisei no chão, não nele', reclama Rafa Márquez

O zagueiro mexicano Rafa Márquez criticou a arbitragem do jogo entre sua seleção e a da Holanda neste domingo, na Arena Castelão, em Fortaleza. Para ele, não houve falta no lance em que ele derrubou o meia holandês Arjen Robben dentro da área, nos acréscimos do segundo tempo. O juiz deu pênalti, convertido por Klaas-Jan Huntelaar.

"Não foi pênalti. Não estou louco. Pisei no chão, não nele. É ele quem toca em mim. Mas o árbitro achou que fui eu quem tocou nele", disse. "De dez faltas recebidas, Robben cai em cinco e isso não é ''fair play''. Infelizmente, a arbitragem não nos ajudou", completou.

Mesma opinião é compartilhada pelo atacante Giovani dos Santos, autor do gol mexicano na derrota por 2 a 1 para os holandeses. "Sempre apitam de forma diferente para equipes com mais nome. Não sei por quê. Nunca vamos poder ganhar dos árbitros. Só resta levantar a cabeça e seguir em frente", lamentou.

Holanda x México
Jarbas Oliveira/EFE

Os times se enfrentaram sob um forte calor no Castelão, em Fortaleza

Para o também atacante Oribe Peralta, "a Fifa deveria dar atenção, porque apitaram sempre contra" o México. "Mentalmente, estávamos bem, mas não sei se foi pênalti ou não. Creio que isso influenciou. Vamos embora tristes porque não era o que queríamos", lamentou.

Copa 2014