1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Louis Van Gaal não revelou troca de goleiros para Cillessen

FERNANDO FARO - enviado especial a Salvador - O Estado de S. Paulo

05 Julho 2014 | 21h 19

Nos minutos finais da prorrogação, técnico holandês sacou o titular para colocar terceiro reserva, com 'melhor habilidade nos pênaltis'

Foi nos minutos finais da prorrogação que o técnico Louis Van Gaal tirou um coelho da cartola e substituiu o goleiro titular Cillessen pelo terceiro reserva Krul para a disputa de pênaltis, estratégia que se revelou vencedora quando o gigante de 1,93m defendeu as cobranças de Bryan Ruiz e Umaña para garantir a vitória da Holanda sobre a Costa Rica por 4 a 2 e a vaga na semifinal da Copa.

Van Gaal admitiu que já estava com a alteração na cabeça, mas preferiu não informar Cillessen por receio de que o titular sentisse algum tipo de pressão durante a partida e comemorou o resultado da mexida acertada.

Goleiro reserva pega dois pênaltis e classifica Holanda
Matt Dunham/AP

Com troca de goleiros na prorrogação, a Holanda bateu a "zebra" Costa Rica nos pênaltis e vai às semifinais.

"O técnico decide quem vai jogar e ser substituído. Não queríamos ter que lidar com essa informação antes do jogo e não falei com Cillessen antes da hora. Cada um tem suas habilidades e Krul tem uma habilidade melhor nos pênaltis. Felizmente funcionou, senão teria sido uma decisão errada", afirmou o treinador.

Ao analisar a partida, o holandês elogiou o domínio da equipe no controle das ações, mas alertou que a pontaria falha não pode se repetir se o time quiser bater a Argentina na semifinal de quarta-feira, em São Paulo.

"Não sei nossa posse de bola e nem nossos chutes na trave, mas mostrou como o gol é a coisa mais importante num torneio como esse. Foi um jogo muito emocionante, a Costa Rica teve uma oportunidade no fim do jogo e desperdiçou, mas isso poderia não ter acontecido e poderíamos ter caído. Futebol é assim."

Copa 2014