1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Neymar diz que torcida é o principal jogador da seleção no Mundial

Robson Morelli - O Estado de S. Paulo

11 Junho 2014 | 17h 10

Atleta cede primeira entrevista coletiva desde que se reuniu com o restante da seleção brasileira e aparenta tranquilidade

Neymar chegou para sua primeira entrevista desde que a seleção brasileira está reunida com a camisa 10, que em outras Copa já foi de Pelé e Zico. O craque do Brasil também foi o primeiro a atender aos jornalistas nacionais e estrangeiros em evento oficial da Fifa, da Copa do Mundo. Aparentava tranquilidade ao lado do chefe Felipão, embora, em determinados momentos, roía as unhas, contornava com os dedos da mão direita o bigodinho fino e ralo que cultiva às vésperas da abertura do Mundial e tentava ser natural. Logo de cara, o Estado lhe fez uma pergunta: 'se a seleção estava preparada para ter paciência diante de seus adversários e como ele enxergava o papel da torcida brasileira'.

"Paciência a gente sabe que tem de ter. Não vai ter jogo fácil. É Copa do Mundo. Então, estamos nos preparando para evitar os erros, para decidir nos detalhes os resultados dos jogos e que sejamos impecáveis. Que o Brasil seja a melhor equipe dentro de campo sempre, e ganhe seus jogos. A torcida é hoje o principal jogador da seleção brasileira. Nem é o 12º jogador. É o principal. Esperamos muito dela. Estamos em casa e se a torcida estiver do nosso lado 100% e a partida inteira, vai ser difícil ganhar da gente".

Neymar voltou a dizer que tem em Messi e Cristiano Ronaldo, dois dos possíveis craques desta Copa, exemplos de bons jogadores a se espelhar, mas abriu mão de qualquer conquista individual para ficar com a taça. "Não quero ser o artilheiro. Não quero ser o melhor jogador. Quero ser o campeão desta Copa e realizar um sonho meu e de todos os brasileiros."

Ele e Felipão estavam bem descontraídos, dando risadas e respondendo a todas as perguntas. Até mesmo quando não havia o que ser questionado. Um jornalista pediu para que Neymar fizesse uma pergunta ao chefe e ambos entraram na brincadeira, após cochicho de Felipão ao pé da orelha do jogador. "Professor, eu estava pensando nessa pergunta mesmo", disse Neymar. "Então faça", respondeu o treinador. "Professor, eu vou jogar amanhã (na estreia do Brasil contra a Croácia)? Só para eu dormir tranquilo, professor!" Felipão, respondeu: "Vou ter de pensar", e ambos riram, para depois o técnico afirmar que Neymar poderia dormir sossegado.

Tolga Bozoglu/EFE
Neymar e Felipão descontraem durante última coletiva de imprensa

Copa 2014