1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Copa 2014

Presença de parentes ajuda a diminuir tensão, diz Prandelli

Luís Augusto Monaco - Enviado especial a Mangaratiba - O Estado de S. Paulo

07 Junho 2014 | 06h 16

Jogadores da Itália puderam levar suas famílias a Mangaratiba

Pela primeira vez numa Copa do Mundo a seleção italiana vive a experiência de dividir o hotel com parentes e convidados (40 pessoas trazidas pela Puma, fornecedora de material esportivo da equipe). E já há crianças ajudando a descontrair o ambiente, como diz Cesare Prandelli - para o treinador, a presença dos filhos diminui a tensão dos jogadores. E também a da comissão técnica, como não.

O filho de Prandelli, Nicolò, é um dos preparadores físicos da seleção. Ele veio com a esposa e a filha. A namorada do técnico, Novella, também trouxe o filho. O meia Aquilani também veio com a mulher e o filho, Marchisio está com a esposa e os dois filhos, e Cassano trouxe até a sogra e a babá que cuida de seu filho. Nos próximos dias devem chegar parentes de outros jogadores.

Há áreas determinadas para o convívio com a família: o lobby do hotel, o salão de jogos, a capela e a praia. E existem locais de acesso exclusivo dos jogadores e comissão técnica, que para isso devem circular com uma pulseira cor de laranja fornecida pelo hotel. A ala em que dormem os jogadores (um em cada quarto) não é a mesma reservada para as pessoas de fora da delegação.

Com forte esquema de segurança, Itália faz primeiro treino no Brasil
Com forte esquema de segurança, Itália faz primeiro treino no Brasil

O acesso da equipe ao campo de treinamento é feito a pé, como no CT usado pela seleção em Coverciano, ao lado de Florença. E o gramado foi preparado pela mesma empresa responsável pelo campo da Arena Amazônia, palco da partida de estreia contra a Inglaterra daqui a uma semana.

REFEIÇÕES

As refeições dos jogadores são feitas num restaurante exclusivo - há outros dois no hotel. A comida foi toda trazida da Itália, em cinco contêineres embarcados num navio em Gênova e que está atracado no Rio de Janeiro. Poucos dias antes da chegada da delegação italiana o hotel foi multado pela Vigilância Sanitária porque o restaurante tinha um estoque de alimentos vencidos e acondicionados de maneira imprópria.

Copa 2014