1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Copa 2014

Sofrimento de 2010 serve de alerta para a Alemanha na Copa

Mateus Silva Alves - Enviado especial a Santa Cruz Cabrália - O Estado de S. Paulo

20 Junho 2014 | 05h 00

No último Mundial, time também goleou na primeira partida, mas acabou perdendo o segundo jogo e sofreu para ir às oitavas de final

A Alemanha estreou na Copa de 2010 com uma goleada por 4 a 0 sobre a Austrália e isso fez sua torcida acreditar que a classificação para a segunda fase seria tranquila. No entanto, a derrota para a Sérvia por 1 a 0 no segundo jogo deixou o time em situação complicada e foi preciso muito esforço para derrotar Gana por 1 a 0 na rodada final e, assim, garantir a classificação. Tudo o que os alemães não querem agora é que aquela situação se repita.

Não por acaso, o time alemão tem dito que será fundamental manter a concentração na partida deste sábado contra Gana, em Fortaleza, a segunda da Alemanha no Mundial. A ordem é não se empolgar muito com a vitória por 4 a 0 sobre Portugal na estreia.

"Eu me lembro que em 2010 perdemos o segundo jogo e ficamos em uma situação ruim. Isso serve de alerta para nós", disse o zagueiro Per Mertesacker, que é titular da Alemanha pelo terceiro Mundial seguido. "Além disso, o jogo será uma decisão para Gana, que perdeu o primeiro jogo. Eles vão correr muito durante os 90 minutos."

Mertesacker será titular na partida contra Gana. Vitória deixa Alemanha próxima da segunda fase do Mundial
Mertesacker será titular na partida contra Gana. Vitória deixa Alemanha próxima da segunda fase do Mundial

A eliminação precoce da Espanha da Copa também serviu para deixar os alemães mais concentrados, embora eles não tenham ficado muito surpresos com a derrota dos campeões do mundo para o Chile.

"Quando enfrentamos o Chile, eles nos dominaram por 90 minutos", lembrou Mertesacker, referindo-se ao amistoso disputado em março e que, apesar do ótimo desempenho chileno, terminou 1 a 0 para a Alemanha. "Nós vimos o quanto o Chile é forte. O nível técnico da Copa é muito alto e nós não podemos dar nada como ganho antes da hora", comentou o goleiro reserva Weidenfeller.

Copa 2014