1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Futebol

TIME DE DUNGA TEM APOSENTADOS E MEIA QUE ATUA NOS EUA

Muitos dos jogadores convocados para a Copa de 2010, na África do Sul, caíram bastante de rendimento e alguns ficaram no ostracismo

Daniel Batista

06 Junho 2014 | 08h 03

A seleção brasileira convocada por Dunga para a Copa de 2010 era motivo de muitos questionamentos. Quatro anos depois, a situação de alguns atletas mostra que as críticas eram justificadas, pelo menos para alguns dos selecionáveis, que viram suas carreiras caírem, abruptamente, em quatro anos.

Elano, que era homem de confiança de Dunga, após passagens discretas por Santos e Grêmio, hoje amarga o banco de reservas do Flamengo. Quem também virou opção foi o goleiro Gomes, que está no Hoffenheim e, recentemente, foi sondado pelo Criciúma.

Um dos convocados mais polêmicos, Grafite deixou o Wolfsburg, da Alemanha, onde atuava em 2010, e hoje está escondido no Al-Ahli, dos Emirados Árabes. Quem também está pelo Oriente é Nilmar, jogador do Al-Jaish, do Catar.

Marcos de Paula/Estadão

Se Julio Cesar será titular da seleção de Felipão atuando no Toronto, do Canadá, que disputa a MLS, elite do futebol norte-americano, Kleberson também se aventura em terras americanas. O volante campeão mundial em 2002, após passagem frustrante pelo Bahia, está no Indy Eleven, equipe que joga na segunda divisão dos Estados Unidos. Michel Bastos, reserva de Marcelo, estava no Lyon e, em janeiro, foi emprestado pelo Al Ain, dos Emirados Árabes, para a Roma, onde tenta se reerguer.

Dois jogadores já se aposentaram. O goleiro Doni voltou para o Botafogo de Ribeirão Preto, mas descobriu uma doença no coração e resolveu pendurar as luvas. Quanto a Gilberto, o lateral-esquerdo acertou para atuar no América-RJ, mas não chegou a jogar e também anunciou a aposentadoria. Gilberto Silva deixou o Atlético-MG em janeiro e vai ser comentarista na Copa. Mas ele garante que pretende voltar aos gramados em breve.