1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Uruguai espera que punição de Luis Suárez seja revertida

Marcio Dolzan - O Estado de S. Paulo

26 Junho 2014 | 22h 29

Federação uruguaia vai recorrer da decisão da Fifa por julgar que a sanção imposta ao atacante é lamentável e 'totalmente desmedida'

O atacante Luís Suárez já deixou o País, mas os dirigentes da seleção uruguaia ainda têm esperança de que a punição imposta pela Fifa nesta quinta-feira ao jogador, de nove partidas e quatro meses longe dos gramados, possa ser revertida. A afirmação é do advogado Ernesto Dehl, presidente do clube uruguaio Cerro Largo e integrante da delegação que está no Brasil.

"No mundo do direito sempre há esperança", disse Dehl na noite desta quinta-feira, logo após a seleção chegar ao hotel no Rio onde ficará concentrada até o jogo de sábado, contra a Colômbia, pelas quartas de final.

Dehl garantiu que a federação uruguaia seguirá tentando reverter a sanção imposta pela Fifa. "Lamentavelmente saiu essa punição, que não era esperada e, acreditamos, é totalmente desmedida",  disse. "Vamos conversar com o presidente (Wilmar Valdez, da Federação uruguaia), com o doutor (Alejandro) Balbi e o doutor (Jorge) Barrera", completou.

Natacha Pisarenko/AP
Torcedores protestam contra a decisão da Fifa de punir Suárez

Sobre Suárez, que teve sua credencial para a Copa do Mundo cassada pela Fifa, Dehl afirmou que  o atacante está muito triste. "Ele não poderá trabalhar por quatro meses", lembrou. "Saiu com lágrimas nos olhos."

A delegação uruguaia chegou ao hotel  às 20h25. Os jogadores entraram rapidamente, enquanto que do lado de fora pelo menos 20 torcedores faziam festa para o time e gritavam palavras de apoio a Luiz Suárez. Uma faixa com os dizeres "Luisito: Uruguai te apoia" foi estendida entre duas árvores no canteiro que separa a avenida à frente do hotel.

Copa 2014