1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Van Gaal diz não ver Holanda como favorita nas quartas de final

Sérgio Torres - Enviado especial a Fortaleza - O Estado de S. Paulo

29 Junho 2014 | 15h 58

'Grupo é muito modesto e vai continuar nessa estrada', disse

Atualizado às 20h10

Depois da vitória por 2 a 1 sobre o México, conquistada na tarde deste domingo, no Castelão, em Fortaleza, o treinador da Holanda, Louis van Gaal, disse não aceitar que sua seleção será a favorita nas quartas de final. Na próxima fase, a Holanda enfrentará a Costa Rica, que superou a Grécia nos pênaltis neste domingo e avançou pela primeira vez na história.

"A mídia holandesa achava que não passaríamos da primeira fase. Não acredito que sejamos (favoritos). O grupo é muito modesto e vai continuar nessa estrada. Nosso adversário será muito difícil. Não importa se Grécia ou Costa Rica", disse o técnico, antes da definição do adversário. Ele ainda aponta que a adoção de "um plano B" após o período de hidratação, aos 30 minutos do segundo tempo, ajudou a Holanda a reverter o placar adverso.

O "plano B" de Van Gaal consistiu na colocação de Huntelaar e Kuyt dentro da área, com Depay aberto na esquerda e Robben, na direita. A seleção holandesa assumiu, então, um 4-2-4, para pressionar os mexicanos.

 

Holanda x México
Javier Soriano/AFP

A virada histórica com gols nos últimos minutos leva o time holandês às quartas. A equipe enfrentará a Costa Rica

Depois do empate de Sneidjer, aos 43 minutos, ele voltou a recuar Kuyt, fechando o meio de campo. Mas Robben entrou e pela direita sofreu a falta de Rafa Márquez, dentro da área. "Robben, é claro, forçou o pênalti", disse Van Gaal, referindo-se não a uma simulação por seu principal atacante, mas à insistência do jogador em ir para cima dos adversários e tentar driblá-los.

Copa 2014