1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Vítima de câncer, avô do lateral-esquerdo do Brasil, Marcelo, morre

Leandro Silveira - enviado especial a Teresópolis - Agência Estado

05 Julho 2014 | 14h 37

Jogador foi liberado pela comissão técnica da seleção brasileira para acompanhar o funeral do avô, mas optou por ficar na concentração

A seleção brasileira foi atingida por mais uma má notícia neste sábado. Depois de perder o atacante Neymar para a reta final da Copa do Mundo em razão da fratura de uma vértebra, o avô do lateral-esquerdo Marcelo, um dos maiores incentivadores do jogador do Real Madrid desde o início da sua carreira, morreu.

Pedro Vieira da Silva Filho lutava contra um câncer e morreu na madrugada deste sábado. A comissão técnica da seleção brasileira deixou Marcelo à vontade para sair da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), para acompanhar o enterro do seu avô, mas o jogador optou por permanecer na concentração da seleção.

De acordo com palavras do próprio Marcelo, seu avô era um dos seus grandes incentivadores desde criança, o levando para realizar testes e também para os treinamentos e jogos no início da sua carreira. Em seu perfil no Instagram, o lateral postou uma foto com o avô: "Meu herói... Hoje o céu ganhou mais uma estrela!".

Reprodução/Instagram
De acordo com Marcelo, seu avô era um de seus principais incentivadores

Antes de Marcelo, o técnico Luiz Felipe Scolari também havia perdido dois parentes durante o período de concentração da seleção para a Copa. Nas últimas semanas, morreram o cunhado Nei Canabarro Maia e o sobrinho Tarcísio Schneider.

Abalada pela lesão de Neymar e também pela morte do avô de Marcelo, a seleção volta a treinar na tarde deste sábado na Granja Comary, iniciando a preparação para o jogo com a Alemanha, terça-feira, no Mineirão, pelas semifinais da Copa do Mundo. Os reservas no triunfo por 2 a 1 sobre a Colômbia, na última sexta-feira, vão ao campo, enquanto os titulares realizarão trabalhos regenerativos.

Copa 2014