1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Futebol Internacional

Copa do Mundo na Rússia não está em discussão, diz Blatter

Brian Homewood - REUTERS

02 Setembro 2014 | 18h 05

Existe apelos de políticos para que o torneio seja levado para outro lugar por causa do papel do país na crise da Ucrânia

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, reiterou que a sede da Rússia para a Copa do Mundo de 2018 não está em discussão. "Nós não estamos colocando dúvidas sobre a Copa do Mundo na Rússia", disse ele num evento perto de Kitzbuehel, na Áustria, de acordo com a agência de notícias DPA.

"Estamos em uma situação em que temos manifestado a nossa confiança para os organizadores das Copas do Mundo de 2018 e 2022", acrescentou. "(Um boicote) nunca alcançou nada." Houve apelos de políticos para que o torneio fosse levado para outro lugar por causa do papel da Rússia na crise da Ucrânia e da ocupação da Crimeia.

Questionado na semana passada se havia algum risco de que a Rússia poderia perder o direito de realizar o torneio devido à complicada situação política, o presidente Vladimir Putin disse: "Eu espero que não. A Fifa já disse que futebol e esporte não têm ligação com política e acho que essa é a abordagem correta."

A Rússia vai sediar a Copa do Mundo de 2018 em 12 estádios em 11 cidades, incluindo dois em Moscou. A Copa do Mundo de 2022 será disputada no Catar, que também tem sido criticado por causa dos supostos maus-tratos a trabalhadores migrantes na indústria da construção.

O comitê de ética da Fifa está investigando o processo de votação que levou à concessão dos torneios aos dois países, em dezembro de 2010.

Futebol Internacional