1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Copa volta a ter dois sul-americanos na semifinal após 44 anos

Diego Salgado - O Estado de S. Paulo

05 Julho 2014 | 20h 31

Fato já ocorreu três vezes na história dos Mundiais; seleções do Brasil e da Argentina podem se encontrar na final pela primeira vez

Brasil e Argentina quebraram um jejum de 44 anos na história da Copa do Mundo. Pela primeira vez desde a edição de 1970, no México, duas seleções sul-americanas avançam às semifinais de um Mundial. O fato se repetirá pela quarta vez na história das Copas, mas é a sexta oportunidade em que dois times do continente ficarão entre os quatro primeiros, uma vez que em 1950 houve quadrangular final e em 1978 os finalistas saíam de grupos.

Apenas em 1930 e 1950 as duas equipes do continente fizeram da decisão uma disputa sul-americana. Na edição atual, as seleções brasileira e argentina podem se encontrar na decisão. Em 1930, Uruguai e Argentina chegaram às semifinais, ao lado de Estados Unidos e Iugoslávia. 

No Chile, 32 anos depois, foi a vez de Brasil, Chile, Iugoslávia e Checoslováquia lutarem por uma vaga na final - chilenos e brasileiros se enfrentaram na semifinal. Em 1970, no México, a seleção brasileira bateu o Uruguai antes de enfrentar a Itália na final (os italianos eliminaram os alemães para chegar à decisão). 

Ueslei Marcelino/Reuters
Argentina chegou à semifinal depois de 24 anos ao bater a Bélgica por 1 a 0

Na atual edição, todos as seleções semifinalistas já estiveram na final de Copa do Mundo. A Holanda disputou uma vaga na final em duas oportunidades, com uma vitória (em 2010, sobre o Uruguai) e uma derrota (em 1998, contra o Brasil). A seleção holandesa, que soma três vice-campeonatos, chegou às finais de 1974 e 1978 sem jogar uma semifinal. Na ocasião, a vaga era definida após a disputa de três partidas em grupo.

A Argentina, que volta à disputa por uma vaga na final depois de 24 anos, tem o melhor desempenho entre os quatro times, com 100% de aproveitamento - foram três vitórias. A seleção passou por Estados Unidos em 1930, Bélgica em 1986 e Itália em 1990. Em 1978, sem a semifinal, disputou o título após uma fase de grupos com Brasil, Peru e Polônia.

A seleção brasileira, por sua vez, bateu a França (1958), Chile (1962), Uruguai (1070), Suécia (1994), Holanda (1998) e Turquia (2002). O único revés aconteceu em 1938, na França, contra a Itália (2 a 1). A Alemanha lutará pela oitava final em Copas. A equipe acabou derrotada nas semifinais de 1934, 1958, 1970, 2006 e 2010. Os alemães conseguiram eliminar adversários em 1954, 1966, 1982, 1986, 1990 e 2002. Na conquista do bicampeonato, em 1974, passou por Iugoslávia, Suécia e Polônia para chegar à final.

CAMINHO
Para chegar até as semifinais, a Holanda eliminou a Costa Rica nos pênaltis, após um empate sem gols. Os holandeses, na fase anterior, venceram o México por 2 a 1. A disputa por uma vaga na final ocorrerá em um confronto com a Argentina, que passou por Suíça, nas oitavas de final, e Bélgica, nas quartas. O jogo será disputado na Arena Corinthians, na próxima quarta-feira, às 17h.

O outro finalista será definido no jogo Brasil e Alemanha, que ocorrerá na terça-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte, às 17h. A seleção brasileira vem de um empate com o Chile - o time venceu nos pênaltis após um empate por 1 a 1 - e uma vitória sobre a Colômbia por 2 a 1. Os alemães, por sua vez, bateram Argélia (2 a 1) e França (1 a 0) na fase de mata-mata.

Copa 2014