Coréia do Sul está pronta para a Copa

A Coréia do Sul está pronta para hospedar a Copa do Mundo. Construiu dez estádios a um custo de US$ 2 bilhões. Reorganizou as dez cidades-sede do Mundial para abrigar 400 mil turistas do mundo inteiro. Criou 350 mil novos empregos. Mas ainda não conseguiu envolver o seu povo no espírito do Mundial. Não falta ânimo aos sul-coreanos, falta é paixão pelo futebol. Nas ruas movimentadas de Seul, a capital, ou nas alamedas da paradisíaca Ilha de Jeju, não se nota, ainda, que o país receberá o maior evento esportivo do mundo. A menos de 90 dias do jogo de abertura entre França e Senegal - dia 31 de maio -, há poucas referências no ar. Poucas bandeiras, raros outdoors, nenhum muro pintado com nomes e desenhos dos craques. Nada, enfim, que desorganize a ordem coreana. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

04 Março 2002 | 15h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.