Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Corinthians chega a acordo de patrocínio e terá faculdade no Parque São Jorge e na Arena

Acerto prevê a exibição da marca na omoplata da camisa até o fim de 2019

Nathalia Garcia e Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

05 Maio 2017 | 07h01

Um reunião na manhã desta sexta-feira deve selar a parceira entre Corinthians e Universidade Brasil. Os advogados das duas partes vão se encontrar para finalizar os últimos detalhes do contrato, que ainda não foi assinado, mas já está acordado entre o clube paulista e a instituição de ensino.

Os valores são mantidos em sigilo, mas devem girar em torno de R$ 5 milhões por ano para exibição da marca na omoplata da camisa de jogo - e não master, como chegou-se a cogitar - até o fim de 2019 e também para uma parceria de, no mínimo, cinco anos para um projeto chamado "Esporte com Educação", com a utilização do conhecimento da universidade e da equipe no assunto.

A grande novidade deste patrocínio será a instalação de uma unidade da Universidade Brasil na Arena Corinthians e de uma faculdade Uniesp no Parque São Jorge. A ideia começou a tomar forma nos últimos dias e o martelo deve ser batido antes do segundo jogo da decisão do Campeonato Paulista, quando a empresa estampará sua marca em um patrocínio pontual no espaço mais nobre da camisa.

Com a chegada da Universidade Brasil, a camisa do Corinthians passa a ter R$ 40 milhões em patrocínio por ano, incluindo Alcatel (costas), Foxlux (barra traseira) e Minds (barra da manga), além da Nike, que é fornecedora de material esportivo. Desde a saída da Caixa, o clube está sem patrocínio master e continua em busca de um parceiro para preencher esse espaço.

Já a Universidade Brasil, que era a antiga Unicastelo, tem investido na relação entre esporte e educação. Ela fechou este ano um contrato de patrocínio por cinco temporadas com a seleção brasileira. Entre os projetos está o "CBF School", que pretende criar escolinhas de futebol em parceria com prefeituras municipais.

 

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.