Corinthians continuará no ataque

O Corinthians vai continuar no ataque. Essa é a definição do técnico Carlos Alberto Parreira para o jogo contra o Guarani, domingo, em Campinas. O treinador do campeão paulista disse que a derrota para o Flamengo por 4 a 3, domingo, no Maracanã, não vai alterar o esquema equipe. Parreira antecipou que os três atacantes (Leandro, Deivid e Gil) serão mantidos, mesmo correndo riscos de o time ficar vulnerável na defesa. "Se o adversário vai nos dar trabalho, devemos entender que atuando ofensivamente teremos também mais oportunidades para fazer os gols", disse o treinador. "Contra o Flamengo criamos jogadas para vencer o jogo, mas infelizmente vacilamos. Isso não significa que temos de reforçar a defesa, e abandonar o 4-3-3." A única preocupação de Parreira com a defesa é escolher o substituto do zagueiro Scheidt. Ele foi expulso no jogo contra o Flamengo, por isso terá de cumprir suspensão automática. Batata, o mais cotado para entrar na equipe, se recupera de um problema no púbis. Se não jogar, Parreira deverá escalar Anderson. O treinador só poderá mesmo testar a equipe no treino de sexta-feira à tarde, quando contar com a volta do goleiro Dida, do lateral-esquerdo Kléber e do volante Vampeta. Os três estão com a seleção, que enfrentará a Islândia, no amistoso de amanhã à noite, em Cuiabá. O meia Fumagalli não pode treinar hoje. Enquanto ele aguarda a definição da briga jurídica com seu ex-clube, o Santos, o atleta faz apenas trabalho de musculação. O Corinthians quer evitar que Fumagalli corra o risco de sofrer uma contusão.

Agencia Estado,

06 Março 2002 | 18h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.