Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Corinthians quer abrir vantagem no primeiro jogo contra Bragantino

Futebol

Esportes

futebol

Corinthians quer abrir vantagem no primeiro jogo contra Bragantino

Na próxima semana, devido aos amistosos internacionais na 'data Fifa', Gil, Elias, Lodeiro e Guerrero não poderão jogar no Itaquerão

0

VÍTOR MARQUES,
O Estado de S. Paulo

27 Agosto 2014 | 07h05

O Corinthians do primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil será mais forte do que o da partida de volta. Por isso, é mais do que importante vencer (e bem) o Bragantino nesta quarta-feira, a partir das 22 horas, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Na semana que vem, por causa dos amistosos internacionais na "data Fifa", Gil, Elias, Lodeiro e Guerrero não poderão jogar diante do mesmo adversário no Itaquerão.

"Independentemente da formação que vamos ter no segundo jogo, é importante estabelecer vantagem no primeiro. É sempre melhor, porque você administra melhor a questão dos dois jogos", disse o técnico Mano Menezes.

Ele também criticou o calendário do futebol brasileiro, ressaltando o fato de os campeonatos não pararem quando as seleções jogam. "É óbvio que não é o ideal ir para o segundo jogo não podendo utilizar parte de seus principais jogadores, mas essa é a realidade. Temos de saber nos comportar dentro dessa realidade. Mas tenho confiança no grupo que temos."

O Bragantino eliminou o São Paulo na fase anterior do Copa do Brasil, com uma vitória por 3 a 1 no Morumbi. O resultado foi ainda mais surpreendente porque o time é um dos quatro últimos colocados da Série B. Por isso mesmo, o Corinthians promete atenção redobrada no confronto das oitavas de final.

"Passamos aos jogadores que vamos enfrentar o Bragantino que vimos diante do São Paulo, que é diferente do Bragantino da Série B. Isso poderia passar uma ideia errada da capacidade da equipe", explicou Mano Menezes.

Aproximadamente 30 mil torcedores são esperados na Arena Pantanal. O jogo será disputado na capital de Mato Grosso, num dos 12 estádios da Copa do Mundo, porque o Bragantino "vendeu" o mando de campo por R$ 1 milhão. "Vamos jogar diante de um torcedor que não vê o Corinthians faz tempo. Isso dá até uma obrigação maior para nós vencermos o jogo", disse Mano Menezes.

O treinador não revelou a escalação da equipe, mas a tendência é repetir a formação usada contra o Grêmio, no domingo passado, pelo Brasileirão. O técnico gostou do time com dois meias - Lodeiro e Jadson -, apesar de derrota em Porto Alegre (2 a 1).

Na sua avaliação, o time ganhou maior poder ofensivo. O que é preciso consertar (ou ajustar) é o sistema defensivo, que passou a sofrer mais gols depois que o meia Petros deixou de ser titular e que houve mudança na zaga - a entrada de Anderson Martins no lugar de Cleber, vendido para o futebol alemão.