1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Corinthians só empata com Goiás e terá que disputar pré-Libertadores

RAFAEL VERGUEIRO - estadão.com.br

05 Dezembro 2010 | 18h 59

Time alvinegro fica no 1 a 1 em Goiânia e acaba o Brasileirão em terceiro; Fluminense é campeão

SÃO PAULO - O Corinthians ficou somente com a terceira colocação do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, pela última rodada da competição, a equipe não passou de um empate em 1 a 1 diante do já rebaixado Goiás no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO), mas mesmo se tivesse ganhado não teria conseguido levantar o troféu. O Fluminense, que dependia somente de suas próprias forças, bateu o Guarani por 1 a 0 no Engenhão e garantiu o título.

Veja também:

linkElias deixa Corinthians e vai para o Atlético de Madrid

linkCorinthians vive dia de lamentações após empate

linkRonaldo diz que pré-Libertadores não é problema

BRASILEIRÃO - tabela Classificação lista Resultados

som Ouça os gols no Território Eldorado: GOIÁS 1 X 0 CORINTHIANS; GOIÁS 1 X 1 CORINTHIANS

Além da perda do troféu nacional, o clube do Parque São Jorge desperdiçou a chance de faturar a vaga direta para a Copa Libertadores de 2011, que caiu nas mãos do Cruzeiro, o vice-campeão depois de superar o Palmeiras por 2 a 1 em Sete Lagoas (MG). Para entrar na fase de grupos da Libertadores, o time alvinegro terá que passar por uma equipe colombiana, ainda indefinida, em um confronto mata-mata.

O Corinthians finaliza o Campeonato Brasileiro com 68 pontos, contra 71 do campeão Fluminense e 69 do vice Cruzeiro. O artilheiro da equipe na competição é Bruno César, uma das revelações da temporada, com 14 gols. Neste domingo, ele não fez boa partida e foi substituído por Danilo no segundo tempo.

Sem nenhuma conquista no ano do centenário (foi quinto no Paulistão e caiu nas oitavas de final), o clube do Parque São Jorge agora mira 2011. A prioridade da diretoria é manter o máximo de jogadores no elenco - após o jogo em Goiânia, Elias revelou que já está acertado com o Atlético de Madrid, da Espanha, Jucilei tem recebido várias propostas do futebol europeu e William encerrou a carreira - e contratar de três a cinco reforços.

Encerramento fraco. No confronto deste domingo, o Corinthians não jogou bem e não conseguiu terminar como queria o Campeonato Brasileiro. O empate é frustrante para a torcida, que lotou o Serra Dourada na esperança de pelo menos um resultado positivo contra os reservas do Goiás - o time está priorizando a Copa Sul-Americana, pois na próxima quarta decide o título diante do Independiente na Argentina.

Os gols foram marcados todos no primeiro tempo. Felipe Amorim abriu o placar aos 19 minutos, em falha do goleiro Júlio César, que tentou dar um bico na bola na entrada da área e pegou mal. Ela sobrou nos pés de meia goiano, que aproveitou o gol vazio para inaugurar o marcador.

Os visitantes chegaram ao empate apenas 10 minutos depois. Em jogada tramada por Bruno César, Jucilei e Elias, a bola sobrou limpa para Dentinho, que dentro da área só teve o trabalho e tocar no canto do goleiro Fábio.

Ainda na etapa inicial, o Corinthians teve grande oportunidade com Elias, aos 33. O volante ficou na cara do gol, mas chutou fora ao tentar tirar a bola do goleiro.

Já no segundo tempo, o time do Parque São Jorge não conseguiu impor a pressão que pretendia sobre o Goiás e teve que amargar o empate. Ronaldo, em jogada individual, ainda acertou a trave nos instantes finais, mas não conseguiu deixar a sua marca para fechar bem o ano.

Balanço. O Corinthians termina o Campeonato Brasileiro com 19 vitórias, 11 empates e oito derrotas. No entanto, não conseguiu se livrar da pecha de time caseiro. No Pacaembu, triunfou 15 vezes, e somente em quatro oportunidades saiu com o resultado positivo quando foi visitante (curiosamente, uma delas contra o Fluminense).

Três treinadores dirigiram a equipe alvinegra na competição. Até a 11.ª rodada, o comandante foi Mano Menezes, que se despediu após receber um convite da seleção brasileira - o mesmo que Muricy Ramalho, campeão pelo Fluminense, havia rejeitado no mesmo dia.

Depois, quem assumiu foi Adílson Batista, que saiu após derrota em casa diante do Atlético-GO por 4 a 3 na 29.ª rodada. Já Tite, atual treinador, comandou somente nas oito rodas finais, com retrospecto positivo - cinco vitórias e três empates. Invicto, mas sem o mais esperado: o título.

GOIÁS - 1 - Fabio; Wendel Santos, Matheus    , Valmir Lucas e Jadilson; Lenon, Jonilson, Camacho e Felipe Amorim (Assuério); Weldell Lira (Rithely    ) e Éverton Santos; Técnico: Arthur Neto

CORINTHIANS - 1 - Júlio César; Alessandro, William, Chicão (Leandro Castan) e Roberto Carlos; Ralf (Jorge Henrique), Jucilei, Elias e Bruno César (Danilo); Dentinho e Ronaldo; Técnico: Tite

Gols: Felipe Amorim, aos 9, e Dentinho, aos 29 minutos do primeiro tempo

Árbitro: Leandro Vuaden (RS)

Público: 28.917 pagantes

Renda: R$755.200

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)