Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians

Corinthians usa próprio exemplo em Minas para encarar o Cruzeiro

Time visita a equipe mineira e recorda a experiência de 2015 para descartar que vai jogar contra um rival desconcentrado

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2017 | 07h00

O Corinthians lembra de 2015 para evitar surpresas diante do Cruzeiro, neste domingo, às 16h, no Mineirão. Naquele ano, o time alvinegro passou por situação parecida com a que os cruzeirenses vivem atualmente. Havia acabado de ser campeão, ao empatar com o Vasco por 1 a 1, e três dias depois recebeu o São Paulo na Arena, em jogo marcado por uma grande festa da torcida. Muita gente achou que o time entraria desligado, mas, no fim, goleou o adversário por 6 a 1.

+ VÍDEO: Romero completa 150 jogos pelo Corinthians e faz juras de amor ao clube

É com aquele jogo em mente que o Corinthians enfrenta o Cruzeiro. O time mineiro conquistou a Copa do Brasil na última quarta-feira e terá o primeiro encontro com sua torcida após o título. E pode não estar relaxado, como muitos supõem. “Tem os dois lados. Lembro que fomos campeões contra o Vasco e depois pegamos o São Paulo em jogo de festa e fizemos seis gols, algo que ninguém esperava. Tem o lado da falta de pressão e a ausência de responsabilidade, mas isso pode se tornar algo positivo para eles”, alertou Fábio Carille.

Além da dúvida de como o adversário vai entrar em campo, outra questão que preocupa é a ausência do atacante Jô, que se recupera de um estiramento na coxa esquerda. Em seu lugar, Kazim ganha mais uma chance para provar que tem qualidade.

Quem também precisa mostrar serviço é o meia Jadson. O jogador, que fez parte daquele Corinthians campeão em 2015, não vive bom momento e pode perder a vaga na equipe se mais uma vez não conseguir desempenhar futebol convincente. 

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Pelo menos no discurso, o técnico Mano Menezes promete um Cruzeiro sério e avisou que pretende levar a campo o que tem de melhor. Robinho e Raniel, machucados, são desfalques certos. O treinador justifica a decisão, alegando que a meta do Cruzeiro é brigar pelo vice-campeonato nacional.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Thiago Neves e Rafinha; Alisson e Rafael Sobis.

Técnico: Mano Menezes

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Jadson e Romero; Kazim.  

Técnico: Fábio Carille

Juiz: Rodolpho Toski Marques (PR) 

Local: Mineirão em Belo Horizonte  

Horário: 16h  

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.