1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Costa do Marfim vai entrar cautelosa contra Grécia, Drogba é mistério

ELZIO BARRETO - REUTERS

24 Junho 2014 | 12h 56

A Costa do Marfim optou por uma tática "muito cautelosa" no confronto com a Grécia nesta terça-feira, disse o técnico Sabri Lamouchi, mantendo em segredo a escalação do time africano, que tenta avançar pela primeira vez para as oitavas de final da Copa do Mundo.

Os marfinenses, em segundo lugar no Grupo C com uma vitória e uma derrota --atrás da Colômbia--, vão buscar gols, mas também manter uma defesa apertada ao tentar assegurar a vitória que precisam para confirmar a vaga nas oitavas.

"Somos um dos times que tentar marcar gols. Temos que alcançar certo equilíbrio, então temos um time muito compacto, mas a Grécia é muito boa", disse Lamouchi em uma coletiva de imprensa na Arena Castelão, em Fortaleza, na segunda-feira.

"Temos que ser muito cautelosos. Temos que atacar e manter nossa retaguarda."

Lamouchi já tem a escalação do time pronta, mas decidiu não revelar se o inspirador atacante Didier Drogba vai entrar como titular após ter começado no banco nas duas primeiras partidas.

"Essa é uma partida decisiva, amanhã. Eu tenho 23 pessoas da Costa do Marfim e todas elas querem fazer história, independente de quem estiver em campo."

Drogba tem uma grande influência sobre o restante do time, acrescentou o meia Max Gradel.

"Você sabe como ele é como jogador e homem, ele traz muita coisa, experiência", disse Gradel.

Lamouchi afirmou que vai ficar de olho na outra partida do Grupo C, entre Japão e Colômbia, mas vai continuar focado em seus próprios jogadores.

"Claro que vamos acompanhar", disse ele. "Acho que a melhor coisa seria não planejar muito. Se as coisas saírem bem, se nós começarmos bem e vencermos essa partida, vamos estar na partida das oitavas."

"Viemos não só para participar nessa Copa do Mundo, mas para chegar na fase eliminatória", disse Lamouchi.