1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Cristiano Ronaldo será crucial para reviver Portugal diante dos EUA

ZORAN MILOSAVLJEVIC - REUTERS

20 Junho 2014 | 11h 55

Ainda se recuperando da derrota de 4 x 0 para a Alemanha, a seleção de Portugal espera fervorosamente que o atacante e talismã Cristiano Ronaldo esteja em forma quando enfrentar os Estados Unidos na segunda partida do Grupo G no domingo.

A surra foi a maior derrota dos portugueses em uma Copa do Mundo, e sua desgraça piorou quando o zagueiro Pepe foi expulso enquanto Ronaldo lutava com um joelho machucado para dar o melhor de si.

O jogador do ano precisará voltar à sua melhor forma para o confronto com os EUA, que surpreendeu derrotando Gana por 2 x 1 em sua estreia.

Boatos sobre a condição de Ronaldo vêm circulando na Internet, e as autoridades foram forçadas a negar relatos de que seu médico pessoal o aconselhou a abandonar o torneio.

Alguns dias de descanso parecem ter ajudado, e seu colega de equipe Miguel Veloso disse que o jogador parece em boa forma.

“Não sou médico, mas pelo que vejo Ronaldo está ótimo”, afirmou Veloso aos repórteres depois de uma sessão de treino em Campinas.

Ronaldo, que sofreu uma tendinose no joelho esquerdo antes do Mundial, foi fotografado saindo mais cedo do treino de quarta-feira com uma bolsa de gelo ao redor do joelho.

Também preocupa o técnico Paulo Bento a necessidade de encontrar os substitutos certos para Pepe e o lateral esquerdo contundido Fabio Coentrão, que não irá atuar novamente no torneio.

O goleiro Rui Patricio e o atacante Hugo Almeida também tratam de contusões, embora o último possa ser trocado por Helder Postiga após um desempenho morno contra a Alemanha.